Beltrano - Edição 629

 
 
A mulher existe para ser amada, não entendida!
 
Dia 8 de março é o dia delas! Aliás, todo dia é dia de mulher! De acordo com o Antônho Bidunga, no começo Deus criou o universo e descansou. Depois criou o homem e deu mais uma paradinha. Por fim criou a mulher e desde então, nem Deus, nem o homem, nem o mundo tiveram mais descanso! Rá, rá, rá, rá...
O Jorge da dona Biloca me perguntou se eu sabia por que a mulher não gosta de jogar futebol? Eu disse que não e ele respondeu:
- É porque não suporta ver outras dez mulheres usando a mesma roupa que ela!
O Jorge também me falou que apenas três frases podem melhorar o humor da mulher dele: 
- “Eu te amo”, “50% de desconto” e “você emagreceu”!
O Godofredo acha que as mulheres de hoje andam bem diferentes das de antigamente. Diz ele que dia desses perguntou pra Zurilda, sua esposa:
- Vamos tentar uma posição diferente essa noite?
E ela:
- Boa ideia, você fica na pia lavando a louça e eu sento no sofá...
Rá, rá, rá, rá...
 
E assim vai e assim vem... Como atualmente existe a Mulher Melancia, Mulher Jaca, Mulher Moranguinho, entre outras frutas e guloseimas, Beltrano lança, em homenagem ao Dia da Mulher, os mais variados tipos de homens:
Homem Camarão: só tem m.... na cabeça, mas como é gostoso, a mulher come assim mesmo. 
Homem Caranguejo: é feio e peludo, mas você bate nele, limpa direitinho e come.
Homem Pão: tem sempre o mesmo gosto, mas a mulher come todo dia. 
Homem Maracujá: é todo enrugado, a mulher come e depois sente vontade de dormir.
Homem Lagosta: só a mulher com muito dinheiro é que come.
Homem Maionese: todo mundo avisa pra que ela não coma, mas ela come porque está desesperada; arrepende-se e depois passa mal. 
Homem Salada: é bonito, mas quando a mulher come, descobre que não é tão gostoso assim. 
Homem Marmita: não é lá essas coisas, mas a mulher come rapidinho.
Homem Docinho de Festa: você fica com vergonha de chegar junto, então vem outra, come e deixa você chupando o dedo.
Homem Feijoada: a mulher come e fica cheia o dia todo. 
Homem Miojo: em um minuto tá pronto pra comer. 
Homem Pé de Chuchu: Você é obrigado a comer, senão a vizinha vai lá e come. 
Homem Bis: você come, repete e nem se lembra das calorias!
 
Mas a Joselina da Cova Funda diz que: “O que adianta nós mulheres sermos gatas se amamos os cachorros, e os cachorros preferem as galinhas?!”
Rá, rá, rá, rá...
 
Especialmente para vocês, mulheres palhocenses, o momento poético do Beltrano:
 
Que mulher nunca teve:
Um sutiã meio furado, 
Um primo meio tarado
Ou um amigo veado? 
 
Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir, 
Um porre daqueles de cair
Ou remédio para dormir? 
 
Que mulher nunca sonhou
Em dar uma escapulida, 
Em ser mais feliz na vida
Com uma lipo na barriga? 
 
Que mulher nunca pensou
Em zunir uma panela, 
Jogar os filhos pela janela
Por querer ser magricela? 
 
Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada, 
Por aturar uma empregada
Ou por trabalhar menstruada?
 
Que mulher nunca acordou
Com o marido roncando ao lado, 
Com o cabelo desgrenhado
E com os olhos ramelados? 
 
Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber, 
A barriga para emagrecer 
Ou um ursinho pra se entreter? 
 
Que mulher nunca jurou
Que não lembra nem do nome
Que não estava ao telefone, 
Que não pensa em silicone?
 
Dedicamos a ti, mulher, essas poucas linhas e te proclamamos como a senhora da criação e da beleza. Pois vocês são:
Malabaristas mágicas
Meninas, musas, mães
Marias, Madalenas
Místicas, madonas
Manhas e madrugadas
Menstruação, menopausa
Mártires e massacradas
Meteoro em mutação
Maravilhosas, moças e melindrosas
Manhosas, maduras, molecas
Magníficas, marcam mudanças no mundo
Música, mistura e mistério
Multicoloridas, modernas
Monumentos em movimento
Merecem medalhas
Essas mulheres maravilhosas!
 
Reiteramos aqui nossa admiração pela dádiva e a feliz ideia de Deus pela tua criação! Se Deus criou algo mais lindo do que você, mulher, ficou só pra ele!
Mulher, este ser tão lindo, tão cheio de graça, que Deus colocou no mundo para que terminasse o que não deu pra Ele fazer em apenas seis dias: inventar a plástica, preenchimento facial, fio a fio nos cílios, micropigmentação de sobrancelhas, henna, botox, implante de colágeno, megahair, próteses de bunda, silicone...
Para você ver como são as coisas! E como diz o meu amigo Rui Guimarães: “Mulheres existem para serem amadas, não para serem entendidas”.


Publicado em 08/03/2018 - por Beltrano

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg