Beltrano - Edição 681

Daqui até a eleição de 2020, será só brincadeira

 

Minha Santa Piriquita da Cova funda! Tenho uma notícia boa e uma ruim para dar para vocês na minha coluna desta semana. A ruim é que não tem notícia boa e a boa é que não tem notícia ruim! Rá, rá, rá, rá...

O que não falta na política de Palhoça é quero-quero de vários partidos se preparando para pedir votos na esperança de virar chupim e sentar nas 17 cadeiras da Câmara - e é claro, na Prefa, na cadeira do Camilo! Tanto que já tem pré-candidato chegando pro eleitor dizendo: “Eu podia estar roubando, traficando, assaltando... Mas não, estou aqui humildemente pedindo seu voto, tio!!” Rá, rá, rá, rá...

O problema maior do eleitor é que nossos políticos querem “comer como padre” e não se tocam que no Brasil tem gente que “está como rato que, com fome, rói o próprio estômago”; e que de tanta pindaíba, tem barriga dando nó nas tripas. Pior é que em se tratando de “puxar o paru pro próprio prato”, tem político que é “surdo como uma porta” e vive dizendo: “Viva a fartura! Que a miséria ninguém atura”!

Mudando de mala pra sacola, a relação dos nossos vereadores com o prefeito Camilo Martins é como uma melancia grande e uma mulher muito boa: ninguém come sozinho! A maioria dos vereadores descobriu que “puxar no saco não é meio de vida, mas ajuda a viver”. Sabendo que “uma andorinha só não faz verão”, ninguém quer ficar sozinho fazendo oposição. Aprenderam a duras penas que “quem fala muito, dá bom dia a cavalo”.

Os vereadores aderiram de vez àquela máxima: “mais vale um gosto do que seis vinténs” - ou seis cargos, sei lá! Para o Pitanta, por exemplo, “não há bem que sempre dure, nem mal que não se acabe”. Sendo assim, garante que também não vai fazer oposição. Com isso, fica feliz o prefeito, que sabe muito bem que Pitanta nos olhos dos outros nunca foi refresco pra ninguém! Rá, rá, rá, rá...

Falam as más línguas que o coronel Ivon, para participar da eleição de 2020, já começou a jogar bolinha de gude com os amiguinhos: Julhinho, Ronerinho, Moiseszinho... Ele só não aceita jogar bolinha de gude com o Pitanta! Para brincar de bolinha de gude, primeiro ele vai cavar um buraquinho, também conhecido como boca. Se ele acertar a bolinha dentro da boca, ele ganha o direito de lançar sua bolinha contra o adversário indicado pelo prefeito Camilo - isso se o Júlio Garcia não conseguir emplacá-lo na boca do PSD!

Uma coisa eu sei: daqui até a eleição para prefeito de 2020, o que não vai faltar em Palhoça é político macaco! Você não sabe o que é ser político macaco?!?! É aquele que só vê o rabo dos outros!! Qués Magi ou pode ser Arisco?!

Outra brincadeira de criança que vai ser usada para a próxima eleição é a da batata quente. Pra isso, o Camilo vai fazer uma reunião e vai passar uma batata pelando de quente de mão em mão nos mais de 20 candidatos que esperam o seu apoio. Funcionaria assim: o Camilo ficaria de costas para o grupo, enquanto grita: “batata quente... quente... quente... QUEIMOU”. Quem estiver com a batata na mão quando ele gritar “queimou” será o candidato na eleição 2020. O Alberto Prim já está treinando com brasa! O Rosiney vai mandar tirar o ar condicionado de sua sala! O Toninho Pagani me disse que está acostumado a se queimar, e que mesmo se queimando todo, quem vai aguentar a batata pelando será ele! Rá, rá, rá, rá... 

Outra brincadeira que anda esquecida e que poderia voltar a ser brincada pelos nossos políticos é “a galinha quer pôr”. Consistiria em colocar todos os pré-candidatos de cócoras numa grande roda e o Camilo com uma bolinha de papel rodaria em volta deles, cantando “galinha quer pôr”, e os da roda responderiam “não vale dizer”. Assim que o Camilo deixasse a trouxinha de papel debaixo da bunda de alguém, este deve sair correndo para pegá-lo. O que não vai ser legal nessa brincadeira é que são muito ariscos e vão ficar correndo atrás um do outro pelo resto da vida!

Ééééééé... Tão pensando o quê?! “Quando um burro fala, os outros baixam as orelhas”. Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes, ambos saberemos se somos sábios. Você sabe muito bem que já se foi o tempo em que se sabia que a “União fazia a força”! Hoje a União cobra impostos e quem faz a força é você! O Jorge da dona Biloca diz que não vale a pena nossos políticos brigarem entre si, como aconteceu esta semana na Câmara de São José, até porque, nos dias de hoje, “o amor, só com dinheiro se paga” e “a vingança é um prato que se come cru”; eu disse cru, não vai ler errado aí, ô, Moacir!! Rá, rá, rá, rá...
Fui, fui brincar de “cabra-cega”, como faz todo eleitor de Palhoça a cada eleição!



Publicado em 21/03/2019 - por Beltrano

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif