Boca Maldita - Edição 651

Projeto Memória Palhocense: a casa de seu João Harger
 
Casa do seu João Harger e dona Ana Haeming Harger, na Rua Caetano Silveira de Mattos, construída no final do século XIX, no Centro de Palhoça. Durante um tempo o local funcionou como comércio no ramo de secos e molhados e bar.
 
Seu João Harger marcou época no município e região. Primeiro como delegado de polícia nos anos 40, depois como Secretário de Obras da administração do prefeito João Silveira (1966 a 1969). Seu João era “pau pra toda obra”. Foi também marceneiro, construiu muita roda de caminhão e carroça, trabalhou na represa Garcia, entre outras atribuições... Conta-se, que tomava todo o dia, ao meio-dia um “martelinho”, para abrir o apetite e que era um exímio atirador de bodoque. 
Seu João Harger nasceu em 1903 e faleceu em Palhoça, no ano de 1995, aos 92 anos de idade. Se Palhoça hoje consegue visualizar um futuro próspero, é graças a homens como seu João Harger, que prepararam o caminho no passado com a força do seu trabalho! 
 
 
O que Dizem e Eu Não Afirmo...
 
QUE o vereador Pitanta chegou a homologar sua candidatura para deputado pelo DEM, mas desistiu. Será que os laços de família falaram mais alto?!
 
QUE quem está pensando em beliscar alguns votinhos aqui em Palhoça é o radialista e publicitário Valdeci Mota, que é candidato a deputado estadual pelo Podemos.
 
QUE Palhoça já tem seu cagômetro para cães. Fica na rua da Câmara de Vereadores. Será que as madames do Loteamento Pagani não podiam levar um saquinho pra gente não precisar cagar o pé?
 
QUE a empresa Arteris (responsável pelo nosso trecho da BR 101) solicitou à Prefeitura que providencie a demolição da nossa Carioca, localizada na marginal da BR 101, próximo ao Camelão. Um marco histórico de Palhoça do século XIX. É ou não é o fim da picada?! 
 
 
Boca Santa
 
Não só de críticas vive a Boca Maldita. É muito bom saber que a Prefeitura de Palhoça é destaque do encontro realizado sobre transparência como ferramenta para eficiência da gestão pública, que acontece nesta quinta-feira (9). O evento é uma realização da Universidade de Caxias do Sul e pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul.
Na oportunidade, será apresentado case da Prefeitura de Palhoça, que se utiliza da tecnologia 1Doc e vai receber premiação como destaque 2017, pela transparência na gestão. 
 
 
O que fazer?
 
Este contêiner da Samae de Palhoça, colocado sobre a calçada da rua Caetano Silveira de Mattos, quase causou uma tragédia envolvendo uma ciclista. Ela pedalava sua magrela pela calçada, quando teve que desviar da lixeira e, ao descer para a pista, caiu e por pouco não foi atropelada por um veículo. Por sorte foram apenas escoriações leves.
Daí a gente se pergunta: o que fazer? Já que pedalar pelas calçadas é proibido e o contêiner ou os postes da Celesc derrubam os ciclistas. Se pedalar na pista, corre-se sério risco de vir a ser atropelado por um automóvel ou caminhão. Definitivamente, a palavra mobilidade urbana não faz parte do dicionário da Prefeitura e acho que nunca vai fazer. 
 
 
Incrível
 
Não apareceu nenhum político eleito, nenhum candidato a deputado, nenhum vereador... na 2ª Semana Jacob Silveira: Cultura e Arte - realizada na Guarda do Embaú, no último fim de semana. Pra dizer que não foi nenhum político de Palhoça, na sexta-feira tivemos a ilustre presença do secretário de Turismo Adriano Mattos, do diretor de Cultura da Prefeitura Caio Dorigoni e do diretor do Sul Zé Henrique. Mas foi só!!
Por incrível que possa parecer, nem o secretário de Agricultura apareceu, o que é estranho, até porque a única cultura que os políticos de Palhoça conhecem e apoiam é a “cultura” do arroz, do feijão, da batata, do tomate...
 
 
Os empanturrados e os mortos de fome
 
Para o governo do estado, o eleitor catarinense vai ter a opção de votar nos empanturrados, representados por Merisio (PSD), juntamente com DEM, PP, PSB... ou nos mortos de fome, encabeçados por Mauro Mariani (MDB) com o apoio do PSDB e do PR.
Correm por fora, pois só tá vivo quem peleia: Carlos da Silva (PSL), Décio Lima (PT), Ingrid Assis (PSTU), Rogério Portanova (Rede) e Leonel Camasão (PSOL). 
Para explicar quem seriam os empanturrados e os mortos de fome: os empanturrados são aqueles que já estão no poder em SC, mamando e comendo faz tempo. Os mortos de fome são os que querem entrar, pois faz tempo que não comem!
 
 
 
Outra faixa
 
Moradores da rua João Bernadino da Rosa, na Fazenda Pedra Branca, que haviam colocado uma faixa mostrando sua indignação com a situação da rua, que apresenta inúmeros problemas, voltaram a colocar outra faixa, desta vez, lá nas alturas, para dificultar a ação do motorista da Saveiro branca, que furtou a primeira.
A boa notícia é que o prefeito Camilo esteve na comunidade essa semana conversando com os moradores e prometeu, para breve, a drenagem e pavimentação da via. Martins garantiu, inclusive, que os tubos para a drenagem estariam na comunidade ainda essa semana.
 


Publicado em 09/08/2018 - por Joao Jose da Silva

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg