Boca Maldita - Edição 689

Prédio abandonado no Centro


Moradores e comerciantes da rua Prefeito Nelson Martins pedem providências urgentes às autoridades da Prefeitura e da Polícia Militar, para solucionarem problemas de falta de segurança nas imediações de um prédio abandonado, que virou abrigo para moradores de rua, entre eles muitos “crackeiros”. 


O prédio é de propriedade particular, no passado abrigou a garagem da Prefeitura, mas hoje só traz transtornos à população. O problema é que com o tempo a construção foi se deteriorando, sem que o proprietário fizesse qualquer reparo para evitar o desleixo. Há quem defenda que o município deva desapropriar a área, já que o proprietário abandonou o local. 
A situação é tão escabrosa, que muitas pessoas têm evitado passar pelo local, principalmente à noite. 


Palhoça reivindica terceira faixa exclusiva para ônibus

 

Uma comitiva formada pelos vereadores Jean Negão, Zana e Luciano Pereira, juntamente com os diretores da empresa Jotur, José Luiz e Alexandre Dalcastanhe, esteve reunida com o superintendente do Denit, engenheiro Ronaldo Carioni, na última segunda-feira (13). Em pauta, a reivindicação do município de Palhoça da faixa exclusiva para o transporte coletivo da via expressa, na construção da terceira faixa em direção a Florianópolis. “Isso diminuiria o tempo de viagem de Palhoça à Capital em quase uma 1h20. Atualmente, a empresa Jotur leva em média uma 1h40 a 2 horas para fazer o trajeto, enquanto em períodos que não há congestionamentos, o percurso é feito em torno de 17 a 20 minutos”, defende o vereador Jean Negão.
A Jotur transporta diariamente mais de 20 mil pessoas neste percurso de ida e volta. Segundo a comitiva, a garantia da exclusividade da faixa para o transporte coletivo garantiria à Jotur a melhora na qualidade da prestação do serviço.
A preocupação dos parlamentares veio com o anúncio de que a terceira faixa da Via Expressa seria usada também por motos, transporte escolar, taxis, veículos de emergência, viaturas de policiamento. “A ampliação do uso da faixa pode trazer um prejuízo ao objetivo central do serviço, que é melhorar a mobilidade, principalmente, priorizando o serviço público”, defendem.
De acordo com os integrantes da reunião, o superintendente do Denit, Ronaldo Carioni, aceitou muito bem as sugestões e disse que essa mesma questão vem sendo defendida pelo poder público de Florianópolis, de São José e por técnicos da UFSC. 


Pedido de redução de taxa

 

O vereador Luciano Pereira solicitou, na Câmara de Vereadores, o envio de expediente ao secretário Executivo de Saneamento (Samae), Sérgio Matiola, pedindo a redução do valor da taxa para a ligação de água no município.
Segundo o vereador, existe uma grande disparidade no preço cobrado atualmente em Palhoça, em relação a outros municípios da região. Como diria o Zé Caranguejo, “por aqui é uma carestia” ficar ligado.


Mantendo o foco

O vereador Bala alertou na sessão desta semana, sobre os cuidados e as providências que o município precisa tomar para evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti e o caramujo africano, já que há registros dessas pragas em vários bairros de Palhoça.
O vereador tem razão! 
Por outro lado, o mosquito da dengue está se organizando no município. Tanto é, que um mosquitinho da dengue estava triste, sentado no seu cantinho, quando apareceu o seu pai que sentou ao seu lado e perguntou:
- Filho, por que você está tão triste?
No que o mosquitinho da dengue respondeu:
- Pô, pai, a minha vida está difícil. Tô pensando até em me matar. Eu não consigo fazer a minha espécie procriar... eu não tenho mais um rumo a seguir, papai!
Nisso o pai, experiente Aedes Aegypti que é, lhe disse com firmeza:
- Filho, não desista de querer fazer a nossa espécie procriar. Siga o caminho certo que os mosquitos da dengue irão nascer. Tenha sempre um objetivo na vida... Mantenha o foco! Ouviu?! Não desista, mantenha o foco!
É isso que o vereador Bala quer da Secretaria de Saúde e da Vigilância Sanitária: que se mantenha o foco no combate! Até porque, seria muito feio perder para um mosquitinho tão pequeno!


O que Dizem e Eu Não Afirmo...

QUE nunca se viu tanta Moção na Câmara de Vereadores como nessa legislatura. Será que não tem como os vereadores ofertarem também umas “Mocinhas”?
QUE na relação de prováveis candidatos a prefeito em 2020 publicada na coluna da edição passada, esqueci do nome do bem relacionado Josué da Silva Mattos. Que, diga-se, é um bom nome!



Publicado em 16/05/2019 - por Joao Jose da Silva

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif