Boca Maldita - Edição 692

Boca Santa

Nem só de críticas vive a Boca Maldita. Às vezes, ela pode ser Boca Santa. Falo da ação do presidente da Câmara, vereador Neném do Bertilo, que, na última sexta-feira (31), oficializou a devolução aos cofres da Prefeitura de Palhoça o valor de R$ 500 mil proveniente da economia de cinco meses à frente da administração do Legislativo municipal. Segundo o vereador Neném, o prefeito Camilo Martins comprometeu-se a aplicar esse valor na construção de uma nova unidade de saúde no bairro da Guarda do Cubatão. 

 

 

Criadouros naturais de mosquitos

A comunidade do Mar Aberto, no Sul do município, especialmente os moradores das imediações do antigo hotel do Espanhol, pedem providências à Vigilância Sanitária e aos órgãos de saúde, pois o local transformou-se em lugar propício e criadouro natural para o mosquito Aedes aegypti e outras pragas, levando risco à população que mora no entorno. Além das ruínas do antigo hotel, no local existem valas com água parada e fossas abertas, o que, segundo os moradores, é um perigo para a saúde pública.

Também no Pontal, na rua Valmor Francelino da Silva, um terreno transformou-se numa piscina, pois os lotes laterais foram aterrados, o que faz com que a água da chuva fique ali represada. Moradores pedem que o proprietário providencie a drenagem do terreno ou que providencie o escoamento dessa água parada para uma boca de lobo existente no local. Pedem também para que o setor de Vigilância Sanitária e a Secretaria de Serviços Públicos tomem alguma providência para resolver o problema.

 

Meu São Sebastião!!

Moradores da rua Arcendino dos Santos, no bairro São Sebastião, pedem ao secretário Edson Ghizoni providências urgentes para arrumar a buraqueira que virou a referida rua. A via só não está totalmente intransitável porque um morador tem colocado restos de material de construção nos buracos para que os automóveis não deixem os para-choques no local. Peço ao secretário Edson que atenda essa justa reivindicação dos moradores, coisa que tenho certeza que fará, ou não?!

 

A Boca Maldita é sua

Lixeira inoportuna

Simone Simon – moradora da Ponte do Imaruim: "Lixeira na rua Santos Dumont, próximo à estação da Jotur. Moradores das ruas vizinhas vêm com seus carros lotados de lixo para descartar no local. Minha mãe, com 74 anos, sofre com as moscas e com o mau cheiro do lixo depositado ao lado do portão dela. Já foi pedido para a Prefeitura que retirasse a lixeira, mas até agora nada foi feito a respeito". 


O que Dizem e Eu Não Afirmo...

QUE podemos incluir na enorme lista de pré-candidatos à Prefeitura de Palhoça o nome do meu amigo Humberto Zacchi. Afinal, segundo ele, “todo filiado tem o direito de colocar seu nome à disposição e disputar a convenção do partido. Quem não aceita isso, acha que vive na ditadura e que pode impor seu nome”. Falou e disse!
QUE o coronel Ivon não teria tirado o chapéu (ou o quepe) para o deputado Júlio Garcia, se a sua entrevista ao Dudu, pela internet, tivesse sido feita esta semana.
QUE o desafio foi lançado: o vereador Jean Negão vai doar R$ 5 mil por mês de seu salário para uma instituição beneficente da cidade se o coronel Joni fizer o mesmo! Daí não vale, né, Jean?! Assim, quem vai mofar com a pomba na balaia são as instituições beneficentes!!



Publicado em 06/06/2019 - por Joao Jose da Silva

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif