Cartão Rosa - Edição 685

Para a alegria da filha Pauline, familiares e amigos, quem está completando mais um aniversário nesta quinta-feira (18) é a nossa querida amiga Maria Verônica Liberato. A coluna deseja muita saúde a essa linda pessoa

 

Exagerando e desafiando
Para alguns torcedores do Avaí, Geninho definitivamente está exagerando e desafiando a sorte. Escala sempre contrário à lógica. A cada jogo ele inventa, até parece querer perder a partida, com muita frieza e sem emoção. Para esses torcedores, o homem mais parece um poste sem iluminação. E tudo isso porque Geninho levou o time a disputar o título de campeão estadual desta temporada dentro de casa. Imaginem se o treinador não tivesse conseguido tal feito. Vai entender a cabeça dos torcedores.


A arbitragem
Até o fechamento desta edição, ainda não havia sido divulgada a arbitragem para a decisão deste Catarinão. Ser o árbitro da grande final é o título de melhor do certame. Por aqui, temos bons nomes: o experiente Héber Roberto Lopes, que estará pendurando o apito; o nosso Fifa Bráulio Machado; e os novatos Rafael Traci e Rodrigo D’Alonso. Até me provarem o contrário, todos sujeitos honestíssimos. Um árbitro de futebol também é vítima das fraquezas humanas, como qualquer ser humano, em seus erros de avaliação. O futebol precisa evoluir quando o assunto é arbitragem e o VAR já está aí. Com erros e acertos, já é um passo para a modernidade. Mas, também é preciso profissionalizar os homens do apito - há muito tempo defendo isso. Defendo porque o preparo físico dos atletas chegou a níveis prodigiosos, que exigem da arbitragem algo próximo, só atingível se o “juiz” se dedicar a isso. Desejo sucesso à arbitragem neste jogo e que eles não sejam o assunto da semana seguinte.


Capacidade e talento
Avaí e Criciúma fizeram uma partida equilibrada, com dois times criando pouco. Para uma equipe que teve o melhor ataque, melhor defesa e terminou na liderança isolada, o Leão não fez um bom jogo... deixou a desejar. O empate levou a decisão para a cobrança de penalidades. Dizem que uma decisão como essa é uma loteria - no que eu discordo. Nesse momento é preciso muita concentração, capacidade e talento dos cobradores. Na hora de decidir, de correr para a cobrança, o jogador tem que ter muita maestria para fazer a bola balançar a rede. O time avaiano teve mais competência, foi mais qualificado, principalmente Lucas Frigeri. Por conta disso chegou na final.


Grande jogo
Pela quarta vez na história dos dois clubes, Avaí e Chapecoense irão se confrontar na disputa pelo título máximo do nosso futebol em jogo único, na Ressacada, neste próximo domingo (20). O jogo deve bater recorde de público. Em 1977, o Verdão do Oeste faturou seu primeiro título vencendo o Leão por 1x0 no Índio Condá. Em 2009, quando havia jogos de ida e volta, o Avaí levantou a taça em Chapecó. Em 2017, também em duas partidas, o Leão, jogando com o regulamento debaixo do braço, ficou com a taça. Neste domingo, iremos saber quem irá pôr as faixas de campeão no peito. O Avaí joga em casa, com a força da torcida. Do outro lado tem a Chapecoense, que é experiente em superar as dificuldades. Será um grande jogo!


Tempo suficiente
Ninguém tenciona ficar de fora da grande festa, que é a decisão de um campeonato estadual como este Catarinense, ainda mais o Figueirense, que é o atual campeão de Santa Catarina. A eliminação do Alvinegro servirá para o técnico Hemerson Maria ter tempo suficiente para trabalhar com o foco único na Segundona Brasileira, que está batendo à porta. Hemerson terá duas semanas para a moldagem da equipe que irá brigar pela retomada da vaga na elite do futebol brasileiro. Alguns remanescentes da equipe atual não possuem titularidade para disputar a Série B. Vai ser preciso fazer muitas mudanças para brigar pelo G-4.


Toque de bola
Dá gosto de ver este time do técnico Erik Ten Hag jogar na Champions League. O Ajax, que não disputava uma semifinal desde 1996, aprontou mais uma e no toque de bola despachou o poderosíssimo Juventus, num Allianz Stadium, em Turim, lotado. O time holandês já havia despachado o também poderoso time do Real Madrid. O Ajax começou a partida perdendo, soube resistir e, aos poucos, foi impondo o seu estilo de jogo e virou a partida. Uma curiosidade: só Cristiano Ronaldo, que estava em campo, custou sozinho ao clube italiano R$ 111 milhões a mais do que todo o plantel do Ajax. 

 

Drops da arquibancada
O Figueirense liderou o Catarinão em boa parte, mas, com um time limitado, não tinha como enfrentar uma Chapecoense de igual pra igual em Chapecó. 
Recebo com muita satisfação o convite da Associação de Clubes e FCF para a festa de encerramento do Catarinense, nesta próxima segunda-feira(22), no Shopping Continente, em São José. Convite feito, convite aceito.
O melhor time disparado deste certame, melhor ataque e melhor defesa, irá decidir o título em casa. Será que a torcida do Avaí fará a diferença? Quem viver verá.
Flamengo e Vasco decidem o Campeonato Carioca. No primeiro jogo, o Rubro-Negro venceu por 2x0. Neste domingo, o Fla pode até perder por 1x0 que levanta a taça.
Como o mandatário mais corrupto da história da Fifa, o banido ex-presidente Blatter volta a afirmar que o Palmeiras é também um clube campeão mundial. 


CARTÃO ROSA para a Peixaria Cia do Peixe, na Ponte do Imaruim. Semana Santa é tradição comer peixe e na Cia do Peixe você encontra variedade, bom preço, lugar limpo e bom atendimento. Com uma vasta experiência em frutos do mar, a Cia do Peixe é minha indicação. Vá lá e confira!

CARTÃO VERMELHO para certos torcedores alvinegros que foram flagrados imitando um avião caindo, em referência à tragédia da Chapecoense em 2016, na Colômbia. A repercussão negativa foi imediata em todo o Brasil. Esse ato desrespeitoso promovido por esses elementos não condiz com a personalidade dos verdadeiros torcedores do Figueirense. Isso é uma atitude inadmissível, que fere os sentimentos dos familiares que perderam seus entes queridos. 

 

Pensamento do Bambi
Com os preços nas alturas, minha classe social é a que espera passar a Páscoa para comprar os ovos quebrados que sobraram... pela metade do preço.

 

 

No 3°Torneio Amigos da Cavalaria da PMSC, em São José, o bom time do 16°Batalhão de Palhoça levantou a taça de campeão. As cidades de Florianópolis, São José, Biguaçu, Laguna, Jaraguá do Sul e Blumenau também se fizeram presentes



Publicado em 18/04/2019 - por Margarida Clésio Moreira dos Santos

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif