Cartão Rosa - Edição 705


Luciene Reck, que trocou o seu Alegrete/RS por Palhoça, é uma boa profissional no atendimento na Policlínica Unisul


Uma mulher no apito
Avaí e Flamengo entram no estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 16h50, deste sábado (7), pela 18ª rodada do Brasileirão, e, como novidade, nesse confronto teremos uma mulher no apito. Para o jogo, o departamento técnico da CBF escalou a paranaense Edina Alves do quadro da FIFA, como árbitra principal. Como essa partida será distante da Ressacada, a tendência é que haja predominância da torcida rubro-negra, que vem lotando os estádios, nas arquibancadas.


Está agonizando
A grave crise financeira que se abateu no Brasil há algum tempo também atingiu clubes tradicionais do futebol brasileiro. Por aqui, é o Figueirense. O futebol carioca, outrora intenso e glamoroso, está vivendo uma péssima fase nos últimos anos. Esta semana, por falta de pagamentos, o Vasco da Gama teve a energia elétrica cortada de São Januário; o Botafogo teve o fornecimento de água cortado também por falta de pagamento; e o Fluminense vive uma pindaíba sem tamanho. Com exceção do Flamengo, os outros três grandes do Rio estão vivendo uma dura realidade. O futebol carioca está agonizando.


Péssima largada
Já começou o segundo turno para o Figueirense e a largada não foi nada boa. O time tem que entender que esse novo turno poderá valer por um campeonato todo. Perder para o Guarani/SP, o lanterna desta Segundona Brasileira, dentro do Orlando Scarpelli, é uma situação vexatória, que deixou os seus torcedores irritados a ponto de vaiarem o time ao final do jogo. Depois dos atrasos de salários estarem solucionados, esse era o jogo para os jogadores alvinegro terem a retomada daquilo que almejam na competição. O Figueirense mostrou um irrisório futebol, sem nenhuma originalidade e perdeu por 1 a 0, com um gol irregular do jogador bugrino.


Alto risco
O Flamengo é o líder do Brasileirão, com 36 pontos em 17 jogos. O Avaí, com a mesma quantidade de jogos, conquistou apenas 10 pontos e é o lanterna do campeonato. Neste sábado (7), Leão e Urubu irão fazer um choque de opostos. Mas não pensem que o Flamengo está pensando que terá facilidade. O treinador Jorge de Jesus, que esteve no Maracanã na segunda-feira (2), para ver o Avaí enfrentar o Fluminense, já comentou que o time de Alberto Valentin não é fácil de ser batido. Lá pelas bandas do Ninho do Urubu, o confronto é tratado como de alto risco.


Haja paciência
A conclusão das obras do Contorno Viário da Grande Florianópolis já virou uma novela que não vislumbra um final feliz. Palhoça, São José e Biguaçu são as principais cidades prejudicadas com esse projeto mal feito. Por conta disso, só vejo o prefeito Camilo brigar por soluções imediatas. Faltam dedos em minhas mãos para contar as reuniões já realizadas para debater esse importante assunto e até agora nada de solução. É muita decepção que essa cacalhada nos deixa na execução dessa importante obra. Enquanto isso, quem fica preso neste caótico trânsito somos nós. Nem mesmo o profeta Moisés consegue guiar esse povo para uma santa solução. Haja paciência!


Bochecha da bola
A situação do Avaí neste Brasileirão continua bastante incômoda. Não vamos querer tapar o sol com a peneira, como alguns “intelectos”, em função da primeira vitória do clube nesta competição. Neste confronto dentro do Maracanã, o que vimos foi uma sucessão de erros de ambos os times e somente uma vitória interessava a ambos os clubes. O Tricolor carioca foi mais pragmático. Mas, a velha falta de pontaria e a desatenção na marcação custaram caro. Sobrou chances e faltou conclusões por parte dos jogadores do time carioca. E o Avaí, que nada tinha a ver com isso, aproveitou a consulta do VAR, num pênalti claríssimo, pra João Paulo chutar perfeitamente na bochecha da bola e decretar a primeira vitória do Avaí neste Brasileirão. E agora, que venha o Flamengo.


DROPS DA ARQUIBANCADA
Jornalista Sérgio Guimarães, que mora em um bairro nobre de Palhoça, e que conhece bem os problemas da cidade, pode ser um bom nome para a sucessão da cadeira de prefeito desta cidade.
Como diria um “aribú” lá pras bandas do Aririú, se é pra dar rima, né?!: “Esse tal de PSL mais parece um navio ancorado e acorrentado. Tem correntes para tudo quanto é lado”.
Conheço bem a pessoa de Luiz Fernando Phillipi, ex-presidente do Conselho Administrativo do Figueirense. Posso garantir que é um homem íntegro, afável e um alvinegro apaixonado.
No jogo de estreia do novo técnico Waguinho Dias, dentro do H.H, o Criciúma martelou... martelou e não saiu de um empate sem gols diante da Ponte Preta, que é comandada por Gilson Kleina.
Por aqui já passou Romarinho. Agora é a vez de Edmundo Junior, o “Animalzinho”, filho do ex-jogador Edmundo, atualmente comentarista na FOX. Juninho, aos 20 anos, irá disputar a Copa Santa Catarina com o time sub-23 pelo Figueirense. Sucesso, garotinho!


Cartão rosa/vermelho
CARTÃO ROSA para o bom atendimento na Policlínica Municipal de Palhoça - Unisul. Estive lá conferindo e pude constatar o atendimento daqueles profissionais. Que a saúde pública em todo o Brasil tem sido motivo de preocupação, disso ninguém tem dúvidas. Mas, naquele espaço, alunos e profissionais da saúde tentam amenizar essas dificuldades.
 
CARTÃO VERMELHO para o Detran, não só de nossa cidade, como das demais que demoram em torno de dez dias para a emissão de uma CNH. Em pleno século 21, o cidadão brasileiro não pode ficar à mercê de uma assinatura da pessoa competente para ter o direito de dirigir. E olhem que é apenas uma CNH categoria B. Esse é um mal serviço do estado que configura um dano moral, já que pagamos para isso.


Pensamento do Bambi
Mulher feia só para o trânsito quando está na faixa de pedestre.

Neste fim de semana prolongado, você pode saborear, em sua casa, as deliciosas paellas da chef Tina Moritz. Ligue já: 98463-3368 e garanta a sua



Publicado em 05/09/2019 - por Margarida Clésio Moreira dos Santos

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif