Cartão Rosa - Edição 716

Para a alegria da esposa, Lúcia, filhos, familiares e amigos, quem trocou de idade nesta quarta-feira (20), foi o boa praça Moacir Seolin, da Ponte do Imaruim. A coluna deseja muita saúde para esse rapaz bom, que agora está com um coração novinho

 

O verdadeiro futebol
Mesmo depois da conquista da Copa América, a Seleção Brasileira não vem agradando a grande maioria dos torcedores brasileiros nestes amistosos que estão fazendo por aí. Numa sequência de cinco amistosos sem vencer, inclusive com a derrota para a Argentina (que soube respeitar o Brasil) a nossa Seleção bateu a fraquíssima Coréia do Sul por 3 a 0, para o alivio do técnico Tite, que está por um fio no comando do selecionado brasileiro. Mesmo com uma vitória dessa, não podemos soltar foguetes, pois não vejo nada que indique uma mudança de rumos no estilo de jogar da Seleção. Esse não é o verdadeiro futebol do Brasil.


Um privilégio
Ser um ministro do STF é um privilégio que raríssimos brasileiros podem ter. E bota privilégios nisso! A Suprema Corte é a guardiã da nossa Constituição e, por conta disso, os 11 ministros possuem regalias, na ordem de meio bilhão de reais por ano. Além das benesses: auxílio-moradia - uma média de R$ 11 mil por mês; R$ 90 mil por mês com auxílio-alimentação cada um, os nossos 11 juízes ainda têm, em média, 222 funcionários à disposição por cada um. São números que assustam. Isso é um disparate, num país com milhões de desempregados e empresas falindo. O Brasil não é um país levado a sério.

Primeiro a ser rebaixado
O Avaí pegou a estrada, digo, o avião, rumo a Belo Horizonte, com a finalidade de não perder o jogo para o Cruzeiro, ao menos empatar. Saiu do Mineirão com o placar de 0 a 0 e, por conta disso, é o primeiro clube a ser rebaixado neste Brasileirão. A campanha deste time é algo que o torcedor avaiano quer esquecer. A equipe conquistou três vitórias, nove empates e 21 derrotas. Tendo marcado dezesseis gols e sofrido 51 (o que não é uma boa ideia). Além disso, o time tem o pior ataque e a pior defesa. Interessante foi ver alguns jogadores e comissão técnica comemorando ao final da partida, como se tivessem evitado o pior. Agora, é juntar os cacos e pensar na temporada 2020.
 

Gol escancarado
Sem valer muita coisa para o Cuiabá e com um time mesclado com titulares, poupados em função da decisão da Copa Verde, o time de Mato Grosso arrancou um empate dentro do Scarpelli. Depois daquele W.O, os clubes voltaram a se reencontrar e o Alvinegro não soube aproveitar o fator casa e acabou perdendo dois preciosos pontos para fugir do Z-4. Esse empate em 0 a 0 não estava nos planos do técnico Pintado, que viu o seu time jogar bem e criar boas chances de gols. Até o atacante Breno fez o impossível nesta partida: depois de passar pelo goleiro, ficou com o gol escancarado e chutou pra fora.


Dura realidade
É dura a realidade do futebol catarinense, depois da trágica morte do presidente Delfim Peixoto, naquele acidente com a Chapecoense. Em 2015, o estado disputou o Campeonato Brasileiro com quatro representantes: Chapecoense, Figueirense, Avaí e Joinville. Em 1991, outra grande conquista catarinense foi a conquista Da Copa do Brasil pelo Criciúma e, em 2016, a trajetória da Chapecoense na Copa Sul-Americana. Hoje, a nossa realidade é inversa, dando sinais de uma de suas piores crise. Na Série A, Avaí e Chapecoense já despencaram. Na B, o Figueirense ainda luta para fugir da degola e o Criciúma só se salva por um milagre. Tudo por conta de pessoas omissas e aproveitadoras, que não estão nem aí para os nossos clubes. O falecido presidente Delfim faz muita falta nesta hora.


Rumo a Lima
O Flamengo já encontra-se em solo peruano, se preparando para a grande final da Copa Libertadores contra o River Plate. Mas, o que a torcida rubro-negra fez antes do time embarcar para Lima, na tarde desta quarta-feira (20), foi algo de arrepiar. Milhares de torcedores acompanharam o ônibus da delegação por várias ruas do Rio de Janeiro, até o Galeão, por mais de uma hora. Teve momentos que parecia um formigueiro em volta do ônibus.  Foi um grande incentivo aos jogadores rumo a Lima.


Milésimo gol de Pelé
Há exatos 50 anos, Pelé comemorava o seu milésimo gol num Maracanã lotado, no jogo entre o Vasco e Santos, pela Taça Roberto Gomes Pedrosa. O cronômetro marcava 32 minutos do segundo tempo e o placar da partida estava em 1 a 1, até que Clodoaldo lançou Pelé, que entrou na área entre a defesa vascaína e caiu ao dominar a bola. O árbitro Manuel Amaro de Lima, imediatamente, apontou a marca de pênalti e prenunciou a história prestes a ser escrita. Os fotógrafos e jornalistas se amontoavam atrás da goleira defendida por Andrade... os torcedores da arquibancada gritavam o nome de Pelé (inclusive os da torcida do Vasco). Era um momento histórico para todos que estavam no Maracanã. Pelé se preparou, tomou pouca distância e bateu de chapa no canto. Pronto, era o milésimo gol de Pelé.


DROPS DA ARQUIBANCADA
Caso os adversários diretos na vaga colaborarem e o Figueirense vença, ou até mesmo empate, o jogo diante do CRB, nesta sexta-feira (22), o time alvinegro carimba o seu passaporte na Série B de 2020. O time tem que fazer a sua parte.
Se de um lado, os marmanjos estão deixando a desejar junto dos torcedores, por outro lado, as meninas do Figueirense/Prec, conquistou, neste último fim de semana, o Campeonato Catarinense de Futebol-7 de forma invicta, pela quinta vez.
Visando à Série B de 2020, o Avaí já iniciou o planejamento para a próxima temporada. O gerente de futebol e ídolo da torcida, Marquinhos Santos, já disse que em 2020 o time vem em busca de títulos no estadual, Recopa, Copa do Brasil e vai retornar para a Série A.
O Criciúma ainda não despencou para a Série C, mas está praticamente lá. Depois do empate em 1 a 1 diante do Londrina, a matemática para livrar o Tigre da degola é muito complicada. Nem Madre Paulina consegue fazer um milagre para o time. 

 

Pensamento do Bambi

Ser solteiro é bom. Mas ser casado, chegar em casa, tarde da noite, e escutar a frase: “Me explica aonde é que tu estavas, seu demonho!”... ah, isso não tem preço! 

 

CARTÃO ROSA para Rodrigo Peres Amândio, coordenador do bairro da Ponte do Imaruim, que vem realizando um bom trabalho em prol daquela grande comunidade. É comum passar pelas ruas do bairro mais populoso de Palhoça e ver o jovem e sua equipe deixando tudo em perfeita ordem.

CARTÃO VERMELHO para alguns donos de postos de gasolina, que formam um verdadeiro cartel na Grande Florianópolis, e que, de uma hora para outra, resolveram elevar o já tão caro preço dos combustíveis. Sempre que chega a temporada de verão, essa cacalhada toma essa atitude indigna. São pessoas que não exploram o turismo e sim o turista. E por conta disso, pagamos o preço também.



Publicado em 21/11/2019 - por Margarida Clésio Moreira dos Santos

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif