Cartão Rosa - Edição 717

O simpático seu Mário, da Passagem do Maciambu, trocou de idade na última semana, para a alegria dos familiares e amigos. A coluna deseja muita saúde a este jovem senhor

 

Campeão das Américas
Foi de virada histórica que o Flamengo comprovou que time que joga para vencer não morre profano. Desde a chegada do português Jorge Jesus, o time rubro-negro só joga em busca das vitórias, desmascarando muitos treinadores brasileiros que se acomodam em retrancas disfarçadas. E não deu outra na grande decisão da Libertadores, em Lima, a capital peruana, quando o Flamengo levantou a taça, com todos os méritos. E não foi fácil para a grande nação rubro-negra, que viu o River Plate abrir o placar. Até que, aos 40 minutos do segundo tempo, a estrela de Gabigol começou a brilhar, para fuzilar duas bolas nas redes do time argentino. O Flamengo foi campeão das Américas no sábado e ainda no domingo, curtindo uma grande ressaca, sagrou-se campeão brasileiro desta temporada. Agora é esperar a decisão do Mundial contra o melhor da Europa.


Santos de Pelé
Este Flamengo fez coisas neste último fim de semana. Primeiro, deixou sua grande torcida extasiada de alegria; e segundo, com a dobradinha, o time rubro-negro quebrou um tabu de 56 anos no futebol tupiniquim, pois desde 1963 um clube de futebol brasileiro não conquistava no mesmo ano a Libertadores e o Campeonato Brasileiro. O último clube a alcançar tal feito foi nada mais, nada menos do que o Santos de Pelé, em 1962. De lá pra cá, time nenhum conseguiu levar pra casa os dois preciosos títulos pras suas galerias.


Saída da Globo
A Plim-Plim está perdendo ou demitindo certas figurinhas carimbadas da telinha. Na área esportiva, já demitiu Mauro Naves e agora quem está anunciando a sua saída da Globo é Reginaldo Leme. O comentarista de Fórmula-1, que cobre as corridas desde a década de 1970, já mandou um e-mail para a diretoria esportiva da emissora anunciando o fim das suas coberturas no mundo das corridas automobilísticas. O bom jornalista marcou seu nome no circo da Fórmula-1 por mais de 40 anos. A Fórmula-1 já não é mais a mesma.


Vexame completo
Agora estão confirmadas as previsões que já estavam antecipadas há muito tempo. O Avaí foi o primeiro clube a ser rebaixado neste Brasileirão e dificilmente irá largar a lanterna do Z-4. No último domingo (24), o time foi covarde e permitiu que a Chapecoense, que tem um time limitado, saísse da capital do estado com uma vitória dentro da Ressacada. O resultado de 1x0 não quer dizer que foi algo positivo para o time do Oeste em questão de colocação no campeonato, pois dificilmente o Verdão do Oeste irá se manter na Série A. O jogo foi ruim demais de se assistir, e ambos os times mostraram por que estão lá embaixo na tabela de classificação. O ano de 2019 está sendo um vexame completo.


Mal praticado
Os erros do Avaí neste jogo foram os mesmos de toda sua trajetória neste Brasileirão, com uma escalação que nunca é a ideal; e com um esquema tático que exige dos jogadores que toquem muito a bola, mesmo que seja lateralmente. O time azurra não tem profundidade em suas jogadas. O futebol exibido pelos comandados de Evando é exatamente igual ao apresentado sob o comando dos treinadores que já deixaram a Ressacada. Um futebol sem poder ofensivo, só de marcação e taticamente mal praticado. Foi exatamente por isso que outros treinadores foram mandados embora e Evando segue pelo mesmo caminho. Seu esquema tático é igual ao dos seus antecessores.


Episódio mais triste
Dizem que o Avaí faz coisas. Que nada, quem fez coisas nesta temporada a nível nacional foi o Figueirense. O time conseguiu se livrar do rebaixamento para a Série C após uma temporada marcada por uma crise que parecia não ter mais fim. O Alvinegro escapou da degola depois do empate sem gols diante do CRB, na última sexta-feira(22), longe do Scarpelli. E por conta desse resultado, o time do Estreito ainda rebaixou quatro times para a Série C: Londrina, São Bento, Criciúma e Vila Nova. Foi uma temporada de amarguras para o Figueirense, que conviveu com atrasos de salários de jogadores e funcionários, chegando ao ridículo W.O em Cuiabá. O episódio mais triste de sua história.


Tapetão sem fundamento
O início desta semana foi marcado por rumores de que Criciúma e Londrina estão se manifestando com a intenção de entrarem na Justiça Desportiva por conta daquele W.O do Figueirense em Cuiabá. É uma daquelas tentativas de quem está no desespero para evitar o rebaixamento na Segundona brasileira. Tipo aquele que quando não se ganha em campo, quer se ganhar no tribunal. Neste sábado (30), o Figueirense recebe o Operário, de Ponta Grossa (PR), num Orlando Scarpelli lotado. Caso vença esse jogo, esse argumento de tapetão cai por terra. Que Criciúma e Londrina assumam as suas incapacidades, que resultaram nos seus rebaixamentos dentro de campo. Isso é mais um caso de tapetão sem fundamento.


DROPS DA ARQUIBANCADA
A CBF já começou a demonstrar interesse na sensação deste Brasileirão: o treinador Jorge Jesus. A entidade máxima do nosso futebol quer se reunir com o português na tentativa de levá-lo ao comando da Seleção Brasileira.
Fortes correntes estão tentando fazer com que o uruguaio Jorge Fossati possa estar retornando para o comando técnico do Avaí para 2020. O gringo, apesar de já ter colocado o clube na Justiça do Trabalho (com razão), é um bom nome para revolucionar o futebol do Leão.
A torcida alvinegra comemorou o empate em 0x0 com o CRB como se tivesse conquistado um título. Na temporada de 2019, o Figueirense não apresentou nenhum daqueles heróis que dão a vida pelo clube. O que se viu no Orlando Scarpelli foi um desfile interminável de vilões, isso sim.
Os comandados de Pintado estão compactuados a encerrar o triste ano de 2019 com uma vitória diante do Operário-PR. Será o grande presente de Natal para o torcedor alvinegro, que nunca abandonou o clube. 

Pensamento do Bambi

A loira colocou a TV em cima do micro-ondas, porque queria assistir Temperatura Máxima. 

Cartão rosa/vermelho

Cartão rosa para o competente treinador e dirigente Sérgio Ramirez, do Guarani de Palhoça. No comando do projeto de formação de atletas do clube bugrino, Ramirez já lapidou boas joias, que hoje estão a defender grandes clubes do futebol brasileiro: Khellven, campeão da Copa do Brasil pelo Athletico-PR, e Diogo, que se encontra no Fluminense.

Cartão vermelho para o destrambelhado jogador Matheus Barbosa, que, na noite deste domingo (24), ofendeu o torcedor avaiano que estava na Ressacada ao mostrar o dedo do meio contra seus torcedores, numa clara atitude de falta de respeito com aqueles que nunca abandonaram o clube. Dificilmente esse jogador irá permanecer no clube, já que ele, ao ofender o torcedor avaiano, arrumou muitos inimigos dentro do próprio clube.

 

A simpática Roseli da Silva, que atende a todos no posto de saúde da Ponte do Imaruim, estará trocando de idade nesta sexta-feira (29). A coluna deseja muita saúde a esta fanática rubro-negra



Publicado em 28/11/2019 - por Margarida Clésio Moreira dos Santos

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif