Cartão Rosa - Edição702

Este é Luiz Henrique Sell, o popular Banha, de Palhoça. Ele já foi policial civil, vereador e tecnico de futebol amador. Banha tem muitas histórias pra contar. Uma figura simpática e popular do nosso cotidiano. Não há como deixar de dar boas gargalhadas com as suas resenhas

 

 

Não fosse o VAR... 
O Campeonato Brasileiro vai acontecendo e alguns clubes ainda seguem se reforçando em busca de maior competitividade até o fim do certame. Ter bons jogadores é fundamental para quem quer que seja. Contra o Cruzeiro, o Avaí fez uma boa apresentação, marcou com exatidão e foi mais arrojado, chegando a ficar por duas vezes à frente do placar. O torcedor avaiano estava acreditando na primeira vitória do time. Não fosse o VAR, já que o gol de Sassá só foi validado após cinco minutos de análise, os milhares de torcedores teriam saboreado o gostinho da primeira vitória. Nunca o VAR foi tão importante na história do Cruzeiro, um clube acostumado a grandes conquistas.


Pífia campanha
Depois do empate em 2 x 2, diante do Cruzeiro, na Ressacada, o Avaí permanece na lanterna da Série A, com apenas seis pontos em 14 jogos. O pífio rendimento do time expõe a pior campanha nas quatorze primeiras rodadas do Brasileirão, desde a utilização dos pontos corridos, em 2003. O Avaí corre o risco de ter uma campanha pior que a do América/RN, quando foi rebaixado em 2007. A campanha do Leão está começando a ficar tão dificultosa, que cabeças já começam a rolar. E acabou sobrando para o experiente Joceli dos Santos, que não é mais diretor de futebol do clube. Ele estava no cargo desde agosto de 2016, e foi responsável pelas contratações do time.


Lado emocional
Clássico é clássico, já dizia o velho poeta. Para este escriba, clássico, mesmo, é quando os dois times são da mesma cidade. Pois bem... Chapecoense e Avaí irão se defrontar, neste domingo (18), às 19h, com prenúncio de noite gelada em Chapecó. Será o “crássico” da sobrevivência - já que é grande a expectativa criada pelas campanhas de ambos os times. O Verdão do Oeste quer sair do Z-4 e afundar ainda mais o Leão. O Avaí quer sair, de vez, da crise em busca de uma vitória. Não me atrevo a dar um palpite para esse jogo, que será disputado mais pelo lado emocional do que no técnico.
Transporte marítimo
Dias destes, peguei minha velha bicicleta e saí por aí analisando mais detalhadamente o calvário que é dirigir no caótico trânsito da Grande Florianópolis. A coisa está feia e os homens não estão nem aí pra nós. Entra ano e sai ano e, com uma enorme baía à nossa disposição, a nossa região ainda não possui um transporte marítimo popular e eficiente. O que vemos são apenas discussões, mas, na prática, não saímos da estaca zero faz tempo. A cada dia as nossas estradas e rodovias ficam mais congestionadas. A falta do transporte marítimo, um transporte público descente e agregado à incompetência de 12 anos de atraso do Contorno Viário nos deixam num mato sem cachorro.


Nada fizeram
As coisas não estão fáceis para o Figueirense, que foi até a capital paranaense enfrentar o Coritiba, num Couto Pereira lotado, com mais de 37 mil torcedores. Eles assistiram a um primeiro tempo sem muita sensação, quando os goleiros Muralha e Vidoto nada fizeram. No segundo tempo, os times voltaram de formas diferentes. O Coxa começou a encontrar os espaços, dando mais movimentação ao seu ataque, com o primeiro gol saindo da cobrança de escanteio. Rodrigão subiu mais alto que a defesa alvinegra, a bola desviou em Kauê e entrou. Já no apagar das luzes, Patrick fez um passe açucarado para Igor, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes e decretar: 2 x 0.


Irrequietação
Desde a saída de Hemerson Maria, o Figueirense tem vivido alguns dias de desconforto por conta da grave crise financeira, que se abateu no clube. Como se não bastasse a saída do goleiro Denis, por conta de rescisão indireta na Justiça do Trabalho, agora foi a vez do preparador de goleiros Joseval Vieira, com 14 anos de clube, e a psicóloga Dalila Ayala, com quase um ano e meio de trabalho, se despedirem dos funcionários e jogadores por conta de atraso nos salários e outros encargos. Assim, mais uma vez, o Figueirense foi motivo de manchete negativa na semana. Notícias nada boa, que só desonram a imagem de um grande clube do nosso futebol.


Estragando o espetáculo
O VAR, um “sujeito” que foi criado para dirimir as dúvidas e polêmicas no futebol, está complicando cada vez mais algumas partidas. Este velho escriba, com experiência dentro de campo, poderia estar aqui ocupando este espaço para falar da estreia de Daniel Alves no São Paulo, de Rogério Ceni no comando do Cruzeiro, da vitória do Flamengo, que chegou mais pertinho do Santos e Palmeiras, mas não: tenho que falar do VAR. Desse “cara” que está estragando o espetáculo do futebol e deixando os árbitros meio que acovardados na hora das decisões mais importantes, lhes tirando as responsabilidades. O futebol com o VAR não é mais o mesmo de antigamente. Ah, VAR se......!!! 

 

Pensamento do Bambi
A escassez da água está tão grande, que vai chegar um dia em que, quem estiver no fundo do poço, será o mais rico dos homens. 


CARTÃO ROSA para o prefeito Camilo Martins e toda a sua equipe, que não mediram esforços para realizar um grande evento na entrega da Comenda Governador Ivo Silveira, na última quinta-feira (8), na Mansão Luchi. Por lá, personalidades de Palhoça, velhos e bons conhecidos, receberam as suas comendas diante de uma grande plateia. Este velho escriba também recebeu a sua com muitas emoções.

CARTÃO VERMELHO para São Pedro, Samae e Casan, pela falta de água em nossa cidade. Essa estiagem, que persiste há um mês em nossa região, já levou vários moradores a protestarem pela falta de água em nossas casas, empresas, escolas e outras dependências. Para São Pedro, que esqueceu de abrir a torneirinha lá de cima e para a Samae e a Casan, pela falta de um plano emergencial para épocas de estiagens 

 

DROPS DA ARQUIBANCADA
Para não se distanciar do pelotão de frente e seguir na cola dos concorrentes ao acesso, o Figueirense se vê na obrigação de vencer a Ponte Preta, nesta quinta-feira (15), às 21h30, no Scarpelli.
A vitória do São Paulo, dentro do Morumbi, contra o líder deste Brasileirão, mostrou que o Tricolor Paulista pode, sim, brigar pela conquista do título máximo brasileiro. Apesar da diferença de oito pontos para o Santos, o time pode crescer com a vinda dos novos reforços.
Tem coisas no futebol que não dá pra entender. O milionário time do Palmeiras enfrentou o modesto Bahia e, dentro do Allianz Parque, não saiu de um surpreendente empate em 2 x 2. Para variar, mais uma vez deu o VAR - a favor do time baiano.
Que joguinho ruim de se assistir foi aquele Internacional e Corinthians, hein?! Ambos entraram em campo parecendo estar satisfeitos com o empate sem gols. No primeiro tempo, nem um chute foi direcionado aos goleiros. O Inter perdeu dois pontos que podem lhe fazer falta.
É neste domingo (18), na paradisíaca Mansão Luchi, a melhor festa open bar e open food da Grande Florianópolis. A FEIJOADA DO JEAN NEGÃO vem com muitas novidades e grandes atrações. Garanta já a sua camiseta! 

 

 

Jeferson Santos, o popular Fefe, pode ser um bom candidato a uma das cadeiras do Legislativo de Palhoça

 



Publicado em 15/08/2019 - por Margarida Clésio Moreira dos Santos

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif