Editorial - 693

O recado do protesto 

 

O tema segurança pública desperta preocupação em qualquer cidadão de bem. Muito provavelmente, por instinto, nossa tendência seja proteger família e território e a ameaça latente que espreita a todo instante nos causa uma sensação de ansiedade sem fim.

Essa é a sensação diária de comerciantes e moradores do Centro de Palhoça, que há alguns anos veem aquela pacata vila se transformar em um ambiente hostil e perigoso. Assaltos, roubos e arrombamentos passaram a fazer parte da realidade dos palhocenses. O comércio, já tão acachapado por encargos e concorrência desleal, passou a ter que contabilizar os prejuízos de segurança privada ou reposição de materiais furtados e vitrines estilhaçadas.

Essa insegurança, porém, parece não fazer parte do dia a dia de nossos governantes. Isolados em redomas bem protegidas e vigiadas, têm sono tranquilo... Mas, esta semana, palavras de ordem de manifestantes que tomaram as ruas do Centro de Palhoça buscavam lhes tirar desse sono em berço esplêndido. 

Se alguma medida prática, de fato, será tomada, não se sabe. A bandidagem, essa sim, seguira a postos, pronta para atacar. O recado foi dado: não suportamos mais essa situação. O bem há de prevalecer!



Publicado em 13/06/2019 - por Palhocense

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif