Editorial - Edição 664

Compromisso com a solução


A Câmara Municipal de Palhoça recebeu na noite de quarta-feira (7) uma audiência pública para debater saídas para a mobilidade urbana da cidade. Várias vozes se fizeram ouvir diante de um problema que degenera a paciência da população e pode frear investimentos empresariais na cidade.

O Centro de nosso município cresce espremido entre o manguezal e a BR-101. As novas construções se apropriaram da falta de recuo das construções históricas e pouco espaço tem sobrado para quem se arrisca em nossas calçadas deterioradas.

O sistema da tentativa e erro é, visivelmente, o adotado por nosso setor de planejamento urbano – e isso há várias administrações municipais. Uma sinaleira é instalada e logo retirada. Uma rua é fechada e logo reaberta. Falta estudo. Falta humildade para pedir ajuda - seja ao Dnit ou à própria Autopista Litoral Sul.

O problema não é mais apenas da administração municipal. Precisa envolver uma equipe multitarefa e comprometida com a solução, não com a troca de acusações de culpa. Esperamos que as linhas dos documentos oficializados nessa audiência pública rompam os limites dos papéis e se transformem em alternativas para a melhoria da qualidade de vida do palhocense nesse trânsito de caos. 



Publicado em 08/11/2018 - por Palhocense

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg