Encontos & Desencrônicas - Edição 656

No meu jardim

No meu jardim secreto
Tem vida para todo o lado
Detalhes a serem observados
Sentimentos pra serem cultivados
Em cada pedacinho ali confeccionado
Tem o meu coração que foi sim colocado
Coloquei plantas pra embelezar o imaginário
Suculentas, Cactos, Felicidade e Tapete bordado
Ah, também tem objetos delicados, personalizados
E muitas palavras significativas ou desejos positivos
Sensações, emoções e olhares podem estar guardados;
E aflorados na caixinha da memória e dos “achados”
Amigos fiz uma singela lista do meu jardim interno
Que as mágoas, as expectativas sejam esquecidas
A fé, o amor, a liberdade e a bondade inseridas
E no vaso depositário fiquem as “entrelinhas”
O que a vida nos mostra e ensino em linhas
Sinuosas, retas, diferentes e intermitentes
Nada acontece sem que nós pensemos
Quando, onde e o porquê das coisas
Respostas surgiram em demasias
A sabedoria chegará ao dia-a-dia
Bem logo no jardim da nossa vida.
 
Andreza Truppel Amaral dos Santos
professora, pedagoga, especialista em Psicopedagogia,
em Neuropsicopedagogia e em Arte e Educação



Publicado em 13/09/2018 - por Palhocense

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg