Falando Sério - Edição 644

Educação começa em casa

Os mais velhos sempre diziam: “a educação começa em casa”. Era e ainda é uma grande verdade. Assistimos, hoje, desiludidos, à estúpida e ignorante sociedade em que vivemos; lares sem a menor transmissão de ensinamentos coletivos, sem a mínima educação e respeito entre as pessoas. 

As crianças são mal-educadas porque a maioria dos pais (pai e mãe) também o são, não têm quase nada de bom para ensinar aos filhos. Acontece que os filhos fazem o que querem, porque a própria sociedade é comandada por mal-educados, que servem de maus exemplos para a comunidade em geral. 

Nos restaurantes, os pais ficam sentados conversando com a máquina de fazer malucos, deixam as crianças correndo e esbarrando nas pessoas. Nos shoppings e supermercados é a mesma coisa. Os adolescentes desconhecem a palavra gentileza, vêm pelas ruas alheios ao mundo ao seu redor. 

Um pensador escreveu: “Ter ideias fechadas e só aprender com o tempo, a pauladas, é o preço corriqueiro que se paga em toda a parte pela tranquilidade de não pensar”. Também foi ensinado o seguinte: “Aprende primeiro a saber, depois aprende a pensar por tua conta”. 

Se não obedecermos às lições acima, viveremos fazendo besteiras eternamente, servindo de maus exemplos às crianças e aos jovens. Os valores morais devem ser demonstrados diariamente por nossas atitudes sociais, em todos os cargos que assumirmos na administração pública, na política, nas empresas; além da honestidade, devemos nos esforçar para sermos competentes. Os problemas sérios de todos os países são a falta de ética, a incompetência e a compreensão de que todos nós somos servidores públicos, em especial os que são pagos com dinheiro público. 

Os políticos fazem questão de que o povo seja analfabeto, porque assim eles podem escravizá-lo mais facilmente. Por isso, o ensino nas escolas é tratado com pouco caso, sem apoio, sem verbas e com um tratamento desigual financeiramente em comparação a outras categorias funcionais. Um filósofo escreveu: “Quem não raciocina é um fanático; quem não sabe raciocinar é um imbecil; e quem não ousa raciocinar é um escravo”. 

É triste vermos a burrice predominar nas atitudes do ser humano. Motoristas dirigem seus carros sem obedecerem às leis de trânsito; motoqueiros e ciclistas agem da mesma forma. O pedestre tem que tomar muito cuidado para não ser atropelado na calçada. Ele, o pedestre, também não obedece às faixas de segurança para atravessar a via pública. 
Se não tivermos educação e conhecimento, não temos nada. Buda escreveu: “Um homem de pouco saber passa a vida como um boi: o corpo desenvolve-se, mas a inteligência, não”.



Publicado em 21/06/2018 - por Juarez Nahas

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif