Gastronomia - Edição 709

É Corvina, sim senhor
Não adianta negar, existe um certo preconceito em relação ao peixe da espécie corvina. Seu valor comercial é bem inferior em relação a outros espécimes. Asseguro, entretanto, que isso não deveria acontecer, já que se trata de um peixe bem gostoso.
A turma da pescaria adora fisgar corvina, pois é um peixe brigador. As corvinas podem ser pescadas na pesca de praia, na pesca costeira ou na embarcada, com iscas naturais ou artificiais. Elas são bem abundantes no litoral de Santa Catarina.
Chamada também de cascuda, corvina-branca, corvina-crioula, corvina-de-rede, marisqueira, cururuca e guatupá, entre outros nomes tem o corpo robusto, alongado e um pouco comprimido na região anterior, com o focinho arredondado e a boca inferior. No maxilar inferior, há vários pares de barbilhões curtos.
Sua cor geral é prateada a marrom, com reflexos dourados. O dorso é mais escuro e o ventre branco, mas também pode ser amarelado. Se prestamos atenção, a corvina é um peixe muito bonito, recém tirado do mar. Se ele fica muito tempo na bandeja da peixaria, seus olhos afundam muito rápido e isso acaba gerando aversão e fazendo com que o consumir opte por outros peixes.
A receita mais clássica da culinária mané é a corvina ensopada. Particularmente, prefiro fazer o peixe grelhado, bem simples, apenas com sal e limão. 
Faz assim: peça ao peixeiro para deixar o peixe em filés sem pele. Retire todas as espinhas e a parte escura da carne. Você vai perder uns 70% do peixe, seu percentual de quebra é alto, mas acaba compensando. O que não for usado, pode ir para um caldo, que depois rende um saboroso pirão.
É uma carne com boa textura e sabor. Faça o peixe grelhado empanado na farinha de trigo para preservar sua umidade. Use frigideira antiaderente e manteiga misturada com azeite de oliva, para aumentar o ponto de combustão.
PS: Quando começar a preparar a receita, tenha à mão aquele pack geladinho de chá verde, que pelo mundo afora o povo chama de Heineken. Trata-se um item fundamental para garantir o sucesso da preparação, já que é fundamental que o cozinheiro se mantenha muito bem hidratado. Sem exageros, é claro.


Mon Gourmet inaugura dia 8, no ViaCatarina
 O piso térreo do Shopping ViaCatarina vai ganhar uma nova opção gastronômica diferenciada, a Mon Gourmet Steakhouse & Creperia, iniciativa do empresário Roberto Peres e da esposa, Taís Martins, juntamente com os sócios Gustavo Fernando de Souza e Fabiana Branco. A inauguração está prevista para o próximo dia 8 de outubro.
Numa área de 70 metros quadrados, a casa atenderá direto a partir das 9h com crepes e café, terá almoço e cardápio de crepes no período noturno. As carnes grelhadas na parrilla (calor de fogo indireto) serão um dos pontos fortes de atratividade do novo restaurante, segundo Roberto. O valor de entrada do cardápio será de R$ 17,90 para a opção de grelhados com acompanhamentos livres. Também haverá opções à la carte.
No setor de bebidas, tem mais pioneirismo e exclusividade. A Mon Gourmet terá máquinas de servir chope abastecimentos pelo fundo do copo e um dispositivo de resfriamento, uma tecnologia que permite servir a bebida a 1 grau de temperatura. A casa terá cervejas das marcas Heineken, Germânia e Unika.



Publicado em 03/10/2019 - por Marcos Heise

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif