Alunos da Apae entram no ritmo da Copa do Mundo

Eles superaram as limitações para brincar de jogar bola em um dia especial de atividade externa no Ginásio Caranguejão

f7ea8f4865c6e78972fd0445c6ba8a27.JPG Foto: ISONYANE IRIS
Texto: Isonyane Iris
 
 
Seja com a bola no pé, na mão ou mesmo no colo, os alunos da Apae de Palhoça, na última sexta-feira (29), deram um olé nas limitações e trouxeram para dentro do Ginásio Caranguejão muita alegria e vibração. Em ritmo de Copa do Mundo, diversas atividades e brincadeiras foram realizadas nos períodos matutino e vespertino, deixando um brilho contagiante no olhar dos mais de 200 alunos participantes.
 
Sob uma abordagem diferenciada, os professores desenvolveram um dia de atividades físicas e brincadeiras que envolvessem os alunos. Todos foram divididos em equipes, onde tiveram a oportunidade de disputar uma emocionante partida de futebol. Dentro das suas limitações, era impressionante ver como eles se preocupavam em ajudar o time. Com lindas atitudes, eles esbanjaram animação e muito espírito de equipe.
 
Segundo João Leonel Machado Farias, coordenador pedagógico, a maioria dos alunos raramente sai de casa, por isso a animação é grande quando a Apae realiza atividades externas. “Eles ficam animados, gostam de passear, por isso procuramos cada vez mais oferecer esse tipo de atividade. Não temos um espaço físico adequado, como uma quadra de esportes coberta. Esse é um sonho nosso antigo que acredito que se Deus quiser um dia vamos realizar”, acredita João.
 
A instituição realiza a cada dois meses alguma atividade que envolva todos os alunos. Como o assunto do momento é a Copa do Mundo, a ideia foi proporcionar aos alunos um dia de atividades e brincadeiras ligadas ao futebol. Teve cobrança de pênaltis, teve uma tradicional partida de futebol e ainda muitas brincadeiras divertidas.
 
Todos os alunos vibravam, participavam; dentro das suas possibilidades, eles interagiam de uma forma contagiante. “Não importa se estão em uma cadeira de rodas, de muletas ou mesmo com qualquer outra limitação, todos participam das atividades e adoram. Sem dúvida, proporcionar um dia como esse para eles é algo muito especial para nós. Me sinto privilegiada em estar aqui”, destaca a coordenadora pedagógica Sandra Margarete da Rocha.
 
Segundo Ana Rúbia Raulino, que também é coordenadora da Apae de Palhoça, seria muito bom que os alunos pudessem desfrutar de atividades físicas como essa com maior frequência, mas infelizmente a falta de um espaço para essas atividades prejudica. “Não temos uma quadra, nem mesmo um espaço amplo coberto onde eles possam ter atividades físicas regularmente. Essa é uma carência antiga da Apae de Palhoça, pois entendemos o quanto esse tipo de atividade é importante aos nossos alunos”, lamenta Ana.


Galeria de fotos: 4 fotos
Créditos: ISONYANE IRIS ISONYANE IRIS ISONYANE IRIS ISONYANE IRIS
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif