Boris e Rufus encantam criançada na Escola Modelo

Animação foi desenvolvida pela produtora Belli Studio e teve a participação de uma ilustradora de Palhoça, Elisa Baasch

8dbfba95a06625866c27806ea76c4cf9.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

Texto: Isonyane Iris

“Foi aqui que eu comecei a sonhar. Fiz meus primeiros desenhos e sonhei em um dia transformar isso em profissão. Hoje, voltar à escola em que estudei e poder mostrar o resultado do meu trabalho está sendo emocionante e gratificante”, conta Elisa Baasch, ao retornar à Escola Modelo, no Centro, junto com parte da equipe da produtora Belli Studio, de Blumenau, para apresentar a série de animação Boris e Rufus, da qual é co-criadora e designer de personagens.

A animação brasileira, que já é um sucesso, foi criada por Elisa e seu amigo Filipe Cargnin. A série mostra as aventuras de Boris, um cachorro ranzinza, e Rufus, um furão empolgado que acredita ser um cachorro, diante das novas tecnologias e dos desafios de uma vida cada vez mais virtual. Estreou em janeiro de 2018 e desde então já está disponível nos canais Disney XD e TV Cultura.

Na terça-feira (4), os alunos do 4º e 5º Ano da Escola Modelo foram convidados a assistir a um episódio da série Boris e Rufus e ainda tiveram a oportunidade de conhecer um pouco sobre os processos de produção e ainda os caminhos que levaram a ex-aluna Elisa a hoje ser uma ilustradora profissional.

Por saber que muitas crianças, assim como foi com ela, desenvolvem o gosto pelo desenho nas escolas, Elisa faz questão de contar os detalhes do seu trabalho, todos os processos de desenho, até a parte em que os personagens ganham animação. “Gostar de desenhar pode se tornar a profissão de muitos deles, como é a minha. Por isso acho muito importante mostrar para cada aluno que eles podem fazer o que gostam e sobreviver com isso. Por isso é importante também aos pais incentivarem os sonhos dos filhos e não pensarem que desenhar não é futuro”, aconselha Elisa.

Encantada com a apresentação, Eloah da Silva, de 10 anos, também adora desenhar e sonha em um dia trabalhar na área, assim como Elisa. “Eu já tinha assistido uma vez e gostei muito hoje de conhecer a equipe que fez. Achei que dá muito trabalho fazer um desenho, eu pensava que era só desenhar, colocar em um programa e eles se mexiam sozinhos, mas não, tem muitos desenhos para fazer. Hoje eu tive certeza que quero ser desenhista, mesmo dando bastante trabalho”, afirma a aluna, encantada com a apresentação.

Todos os processos de produção foram minunciosamente explicados, inclusive sobre a ideia que resultou na série. “Houve uma época em que muitos vídeos de gatos estavam sendo publicados nas redes sociais. Diante da soberania dos felinos, ficávamos imaginando o que os cachorros pensavam disso, afinal, seus tradicionais inimigos pareciam que iriam dominar o mundo”, explica Filipe Cargnin, sobre como surgiu a ideia para Boris e Rufus.

Impressionando com os processos de produção explicados pela equipe e com o número de pessoas envolvidas (90) para que a série aconteça, Heitor Martins Nogueira, de 10 anos, aluno do 5º Ano, disse que pensava que era só desenhar os personagens e criar as histórias. “Não sabia que precisava de tanta gente para fazer um desenho. O Rufus é meu personagem preferido, gosto dele porque ele é bem agitado. Comecei a assistir há algumas semanas no canal da Disney XD. Eu vi que o desenho estava passando às 9h, então comecei a acordar mais cedo só para assistir”, conta o aluno, empolgado com a visita da equipe de produção.

A ideia de levar integrantes da equipe de volta às escolas onde estudaram faz parte do projeto “Desta Escola para o Mundo”, criado pela produtora Belli Studio, com o objetivo de mostrar aos alunos os diferentes profissionais que atuam por trás de uma série de animação. “Queremos levar um pouquinho do processo de produção e ainda mostrar as mais de 28 profissões envolvidas ao longo desses quase três anos de produção. Então, resolvemos trazer parte da nossa equipe de volta às suas escolas para que eles pudessem contar o que fizeram até chegar às suas profissões”, explica Aline Belli, produtora executiva.

Em uma primeira etapa, a equipe de produção está acompanhando os integrantes da equipe que estudaram em escolas de Santa Catarina; logo, outros estados também devem receber a visita dos criadores e produtores de Boris e Rufus.

 



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg