Cadeiras anfíbias fazem sucesso nas praias

Iniciativa permite um banho de mar a pessoas com dificuldade de locomoção

c2ecbea6d60a6a652cd7e32182fca2f6.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO/CORPO DE BOMBEIROS

Texto: Isonyane Iris

Em sua segunda temporada, as cadeiras anfíbias mais uma vez estão sendo motivo de muito agradecimento por parte dos banhistas cadeirantes e suas famílias. Com o objetivo principal de proporcionar o acesso ao mar às pessoas com necessidades especiais e ainda de promover a inclusão social, as cadeiras disponibilizadas em algumas praias do Sul de Palhoça estão devolvendo a oportunidade de que "todos" desfrutem de um refrescante banho de mar.
Atualmente, o município conta com cinco cadeiras, disponíveis na Praia do Sonho, na Ponta do Papagaio e na Praia de Cima. "A procura é muito grande, inclusive existem famílias que alugam casas nessas praias justamente pelo motivo de terem acesso às cadeiras anfíbias", explica o terceiro-sargento Claudio Luiz Andrade, da 2ª Cia do 10ª Batalhão do Corpo de Bombeiros, em Palhoça.
Na temporada de verão de 2017, as cadeiras foram disponibilizadas a partir do dia 6 de janeiro, e para esta temporada, elas já estavam disponíveis desde o dia 15 de dezembro. As cadeiras serviram para mais de 140 cadeirantes em 2017, e neste ano o número já ultrapassa o de 70 cadeirantes.
Natural do estado de São Paulo, Carlos Medeiros Schelemper, de 28 anos, foi vítima de um acidente de trânsito recentemente e desde então ficou com paralisia nos membros inferiores. A escolha por passar férias em Palhoça teve como principal motivo as cadeiras anfíbias. "Sempre ficávamos em Garopaba, mas quando soube das cadeiras, eu pedi que ficássemos aqui. Me sinto vivo, poder tomar um banho de mar é me sentir livre outra vez", conta o paulista, sobre a experiência de utilizar a cadeira anfíbia.
Para fazer uso das cadeiras, o banhista deve procurar um guarda-vidas ao chegar na praia, para que ele o auxilie. A cadeira permite a entrada do banhista que tenha dificuldade de locomoção no mar com supervisão, por isso é muito importante que um familiar sempre acompanhe. É importante ressaltar que as cadeiras são apenas para banho e deslocamento, e podem ser usadas quantas vezes forem solicitadas, sem que haja cobrança de qualquer taxa. 
Vale lembrar ainda que para usar é imprescindível que a pessoa tenha necessidades especiais e que tenha a supervisão de algum guarda-vidas. "Afinal, nossa função é proporcionar a todos segurança. Isso sem contar que temos orgulho em auxiliar essas pessoas maravilhosas. Eles nos ensinam sobre humildade, simplicidade e muita força de vontade. Sou grato por estar fazendo parte deste grupo, e vejo isso como um grande exemplo, afinal, as praias dos municípios vizinhos, como as de Governador Celso Ramos, Florianópolis e demais praias, estão fazendo também. Somos todos iguais e disso não devemos ter dúvida ou pré-conceito", finaliza o sargento Andrade.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO/CORPO DE BOMBEIROS DIVULGAÇÃO/CORPO DE BOMBEIROS
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg