Coluna Policial - Edição 684

Suspeito negociava a compra de armas de fogo para grupo criminoso

084f6c860f52f3ed150771683d15acdb.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

Por: Dienifer Leite

 

ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA
Na manhã de sexta-feira (5), equipes da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Diretoria de Investigações Criminais (Deic) deflagraram operação policial para o cumprimento de mandado de busca e apreensão em Palhoça. Dois irmãos foram presos.

Um dos irmãos, de 25 anos, foi condenado pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. O outro, de 32 anos, foi preso em flagrante por participação em organização criminosa. Com ele, foram apreendidos diversos objetos, entre os quais anotações que demonstram a sua participação em organização criminosa investigada. A Polícia também descobriu mensagens onde o suspeito negociava a compra de armas de fogo para o grupo.


CRECHE É ARROMBADA NO VILA NOVA
“Até quando eles vão esperar para tomar providências e garantir mais segurança? Levaram tudo, até bobonas de água que nós pais compramos, isso é um absurdo”, reclamam pais de alunos do Centro de Educação Infantil (CEI) Aprendendo Brincando, no Vila Nova, cansados de verem a instituição ser vítima de vandalismo e furto.
A última invasão ocorreu por volta das 5h de terça-feira (26). Vizinhos teriam ouvido o barulho, mas, por medo, não ligaram para a polícia. Os indivíduos arrombaram o CEI e levaram computador, impressora e até mesmo galões de água das crianças. “Eles quebraram a porta da secretaria para poder entrar e levaram tudo que tinha valor para eles. Todos os computadores com documentos necessários e importantes dos nossos filhos, tudo que podiam carregar. Essa já é a segunda vez que isso acontece”, reclama Tamires Martins, mãe de um aluno.

As crianças teriam ficado sem aula no dia do ocorrido, mas no dia seguinte o CEI teria voltado a atender normalmente. “Até a festa da família que iria ter no sábado teve que ser cancelada por causa desses vândalos. Até quando isso vai acontecer sem que as autoridades se preocupem em oferecer mais segurança para nossa instituição?”, questiona outra mãe. 

A comunidade pede por mais segurança no CEI ou mesmo por um vigia noturno. “Uma opção seria colocar grades em tudo ou até mesmo um segurança no período em que não tem aula. Pelo menos para tentar intimidar esses ladrões, porque furtar galões de água é realmente muito estúpido”, sugere Tamires. “Como mãe, me sinto muita insegura, pois a qualquer momento podemos chegar lá e novamente ter ocorrido outro furto”, finaliza.

A Secretaria de Educação confirma que houve o furto e lamenta pela perda, mas informa que o arrombamento ficou restrito à sala da direção do CEI Aprender Brincando, de onde foram levados equipamentos de informática, um computador e uma impressora. A informação de que “muita coisa teria sido destruída e furtada” não procede, segundo a secretaria. “O atendimento às necessidades das crianças continua inalterado, porque as demais dependências não foram invadidas. Portanto, não há motivo para preocupação, pois nada foi furtado do estoque de material didático e de alimentação”, garante a secretaria. 


TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Um homem de 22 anos, com passagem policial por posse de drogas, foi alvejado por um disparo de arma de fogo no abdômen após um desentendimento no Alto Aririú, na madrugada de sábado (6). O autor do crime fugiu do local e a vítima foi conduzida ao hospital - não corria risco de morte.


SUSPEITOS DE ROUBOS
A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Palhoça prendeu de forma preventiva um homem investigado por crimes de roubo. A ação aconteceu na noite de sexta-feira (5), em um local ermo e de difícil acesso no município de Anitápolis (SC).

O investigado foi indiciado em dois inquéritos policiais que tramitaram na DIC de Palhoça, referentes a roubos ocorridos em maio e agosto do ano passado no Centro de Palhoça. As vítimas eram usuários do transporte coletivo que aguardavam em paradas de ônibus. Os crimes foram praticados com emprego de arma de fogo. Após os delitos, o autor fugiu de Palhoça, mas acabou sendo localizado em Anitápolis.

A DIC também prendeu um rapaz de 19 anos, segundo suspeito de ter participado de um roubo a residência ocorrido em fevereiro no Bela Vista. Na ocasião, assaltantes invadiram a residência encapuzados e portando armas, rendendo a família dona do local por cerca de 40 minutos e levando diversos itens. Alguns dos pertences roubados já foram recuperados.

Outro suspeito do participação no mesmo crime, um jovem de 18 anos, foi preso ainda em fevereiro.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif