Concurso de desenho sobre trabalho infantil

Iniciativa do TRT/SC envolve estudantesa de Palhoça

4fab9895872ad44c412a80c72c94954e.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Professores da rede pública dos municípios de Palhoça e Águas Mornas participaram, na terça-feira (13), do lançamento do concurso de desenho "Trabalho Infantil Não é Brinquedo", promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC), por meio do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem.

A juíza Ângela Konrath, gestora auxiliar do programa para a Grande Florianópolis e Imbituba, explicou os detalhes do concurso, voltado a alunos do 4º ano do Ensino Fundamental. Os três vencedores, considerando os participantes das duas cidades, receberão como prêmio uma bicicleta, uma ecobag com dois cadernos, uma caixa de lápis de cor e uma camiseta do Programa. O professor da turma do primeiro colocado ganhará um tablet.

Na ocasião, a magistrada ainda ministrou um curso de formação sobre o trabalho infantil para os professores. "Temos 11,3 milhões de analfabetos no Brasil. Esse dado mostra como precisamos evoluir, pois o analfabetismo gera a condição de pobreza e esta faz com que o trabalho infantil se reproduza", frisou.
A magistrada encerrou sua participação distribuindo a cartilha "Trabalho Infantil Não é Brinquedo", produzida pelo TRT-SC, e orientou sobre sua utilização em sala de aula.

Já a desembargadora Lourdes Leiria ressaltou que, considerando a quantidade de alunos das escolas ali representadas, o evento abrangia mais de mil lares. "A atuação dos professores será fundamental para que nossa mensagem chegue a essas famílias", afirmou, complementando que o combate ao trabalho infantil garante benefícios futuros para a sociedade.

A magistrada também apresentou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, que revelam existir mais de 2,5 milhões de crianças e adolescentes trabalhando no Brasil. Em Santa Catarina, são cerca de 100 mil trabalhadores infantis.

A magistrada também trouxe estatísticas do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, segundo as quais trabalhar precocemente aumenta em 22,6% o índice de evasão escolar. "Temos que olhar para o futuro e salvar essas crianças", concluiu a gestora nacional.

Presente no evento, a secretária de Educação de Palhoça, Shirley Nobre Scharf, ressaltou a importância da parceria com o Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem. De acordo com ela, a apresentação de uma visão legal sobre a questão "empodera as atitudes dos educadores".

Além de Palhoça e Águas Mornas, o concurso de desenho está sendo realizado em seis municípios: Maracajá, Morro da Fumaça, Braço do Norte, Itajaí, Joaçaba e São Joaquim; em outros dois, Blumenau e Chapecó, a participação dos alunos acontecerá por meio de redações. Os prazos para a entrega dos desenhos e das redações são, respectivamente, 13 de setembro e 11 de outubro.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif