Coluna Policial - Edição 671

Polícia Civil prende bandidos que roubaram e tentaram extorquir família de Palhoça

6fa185f969502cc9edb3e2bd888151e1.jpg Foto: DIVULGAÇÃO/PRF

ATENTADO VIOLENTO AO PUDOR
Na tarde da quinta-feira (3), policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Palhoça, unidade coordenada pela delegada de Polícia Civil Raquel de Souza Freire, prenderam um homem de 43 anos no loteamento Jardim Aquárius.
Em 2009, ele foi acusado de ter molestado sexualmente de uma menina que na época tinha apenas cinco anos de idade, em uma residência no Brejaru. O autor do crime foi condenado em novembro do ano passado a uma pena de oito anos de reclusão.

ROUBO EM RESIDÊNCIA
Investigadores da Polícia Civil localizaram dois suspeitos de um roubo ocorrido na noite de 12 de dezembro, quando uma família de Palhoça foi rendida pela dupla; eles estavam armados e anunciaram o roubo de forma violenta. A dupla roubou diversos objetos da casa, como eletrônicos, dinheiro e o veículo das vítimas.
Além de um casal de senhores, proprietários da residência, estavam no local duas senhoras norte-americanas, que visitavam a família.
Dois dias após o roubo, os bandidos começaram a telefonar para a família exigindo dinheiro e prometendo praticar atrocidades caso a exigência não fosse atendida.
No dia 19, investigadores localizaram parte dos objetos roubados em Itajaí (SC) e prenderam um suspeito. Ele confessou o roubo e a extorsão. Posteriormente, a polícia conseguiu identificar o comparsa, morador de Palhoça, que permanece foragido.

LIDERANÇA DO TRÁFICO É PRESA
A Divisão de Repressão ao Crime Organizado da Diretoria Estadual de Investigações (Draco/Deic) da Polícia Civil, com apoio da Divisão de Defraudações e Divisão de Investigação Criminal de Palhoça, prendeu, em dezembro, uma das principais lideranças da facção criminosa que atua na região. O suspeito, de 24 anos, era investigado por participar em uma série de crimes em Palhoça, onde gerenciava o tráfico de drogas e era o responsável por realizar a cobrança de dízimos para a facção. Ele ainda seria o responsável por uma tentativa de homicídio contra policiais militares que atuam na cidade. Além dele, outros 11 integrantes do grupo criminoso foram presos na mesma semana em todo o estado. 

PRISÃO APÓS ROUBO
Uma ação conjunta entre as polícias Rodoviária Federal, Militar e Civil, na BR-101, em Palhoça, resultou na prisão de dois homens envolvidos no assalto a uma casa do município. Eles foram localizados na noite de sexta (4).
Os policiais foram informados que os assaltantes estariam em um Fiat/Palio branco e localizaram o veículo em um posto de combustíveis às margens da rodovia. Ao visualizarem os agentes, os ocupantes do carro tentaram se esconder na loja de conveniências do estabelecimento, mas foram detidos.
Junto com os dois homens, de 19 e 22 anos, foi encontrado um celular subtraído no assalto. Após consultas, constatou-se que ambos eram foragidos do sistema prisional. Eles foram encaminhados à delegacia de Palhoça, onde foram reconhecidos pelas vítimas. 

CARRO CLONADO
Policiais rodoviários federais detiveram, no sábado (5), um homem de 33 anos que conduzia um Ford/Fusion clonado e portava ilegalmente uma pistola calibre 380, na BR-101, em Palhoça. Os agentes abordaram o veículo de Barão dos Cocais (MG) em fiscalização de rotina e desconfiaram da qualidade da documentação veicular apresentada. Em consultas aos sistemas da PRF, foi constatada a falta de autenticidade do licenciamento. Durante vistoria no automóvel, foram verificadas adulterações nos sinais identificadores, e no painel foi localizada a pistola e 119 munições. O condutor vai responder por adulteração de sinal identificador de veículo automotor, porte ilegal de arma de fogo e uso de documento falso.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif