Coluna Policial - Edição 690

PM apreende 42 quilos de maconha no Caminho Novo

1ee140328dd40e19967b82ec8aa0d100.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

APREENSÃO: 42KG DE MACONHA
Na noite de sábado (18), policiais militares receberam a informação de que drogas seriam descarregadas no Caminho Novo. No local, os PMs encontraram 42 quilos de maconha e prenderam um homem de 22 anos, que, no momento da abordagem, estava com sua filha de dois anos de idade. O Conselho Tutelar foi acionado e informou que a criança poderia ser liberada para a mãe.


ADOLESCENTE COM DROGAS
Policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Palhoça detiveram um adolescente de 16 anos na Ponte do Imaruim, na tarde de segunda-feira (20). Ele portava uma pochete onde havia armazenado um torrão de maconha pesando 18 gramas, 40 porções individuais de crack e oito porções de cocaína. A droga estava embalada individualmente para o comércio ilícito.


ESTELIONATÁRIO É DETIDO
Policiais civis do Setor de Investigação e Capturas (SIC) da delegacia de Palhoça detiveram um homem de 36 anos enquanto tentava reaver o dinheiro empregado em um golpe em uma concessionária de veículos, na tarde desta terça-feira (21). O investigado foi flagrado em posse de documento de identidade falso, que usou para iniciar as tratativas de compra de um veículo na semana passada. Conduzido à delegacia de polícia, foi interrogado nos autos do inquérito policial que apura o golpe e a falsificação documental, e liberado.

FURTO DE ENERGIA ELÉTRICA
Policiais do SIC também prenderam em flagrante uma mulher de 43 anos e seu irmão, de 23 anos, por furto de energia elétrica, na terça-feira (21). A investigada mantinha um restaurante no andar térreo de sua residência, próximo à casa de seu irmão. Os dois imóveis recebiam energia elétrica de forma irregular. A ligação clandestina era feita primeiramente na casa do irmão, de onde era providenciado o desvio para o restaurante.
É a terceira prisão no âmbito da Operação Luz de Velas, que visa identificar e coibir o furto de energia elétrica em Palhoça. Além do impacto na conta de luz, os furtos e fraudes de energia pioram a qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível a interrupções no fornecimento de energia.
O estabelecimento comercial também não possuía o alvará anual emitido pela Polícia Civil.


VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Policiais civis da Delegacia de Proteção a Crianças, Adolescentes, Mulheres e Idosos (DPCami) de Palhoça cumpriram mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 21 anos em razão de violência doméstica contra a ex-companheira. A vítima havia registrado diversos boletins de ocorrência contra ele por crimes que envolvem violência doméstica, como ameaças (inclusive com uma arma, que a polícia descobriu ser de brinquedo) e lesões corporais. Ficou evidenciado também que ele descumpria medidas protetivas.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif