Dançando ao som dos anos 1980

Associação dos Pescadores da Ponte do Imaruim oferece aulas gratuitas

2de91f8632ab5ae8d8c8583d71a2c9a7.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

Sente saudade dos anos 1980 e adoraria encontrar um lugar onde pudesse revisitar os sucessos musicais da época e relembrar os passinhos de dança que marcaram toda uma década? A oportunidade chegou. Nesta terça-feira (5), teve início o projeto 80’s Dance - Passinhos Anos 80, na Associação dos Pescadores da Ponte do Imaruim.

As aulas são ministradas por Valéria Pinheiro, uma das idealizadoras do projeto, e sua mãe, Eliane. “Resolvemos juntar nosso conhecimento com os passinhos e transformá-lo em algo social, trazer as pessoas da comunidade para se exercitar de uma forma divertida, relembrando os velhos tempos”, conta Valéria. “Não somos professores formados, porém, meus pais já participaram de concursos na época, e temos um grupo de amigos em Curitiba de passinhos”, acrescenta.

A matrícula é gratuita (só é exigida a doação de um brinquedo) e não há cobrança de mensalidade. “O convite está aberto para todo mundo, quem quiser participar pode vir”, convida Eliane.

Entre as músicas trabalhadas durante as aulas estão canções como “Girls Just Wanna Have Fun”, da Cindy Lauper; “Land Down Under”, do Men at Work; “You’re The One That I Want”, da Olivia Newton John; “I Love to Tove”, da Tina Charles; “I Will Survive”, da Gloria Gaynor.

Na primeira aula, nesta terça-feira (5), o projeto já recebeu nove inscritos. “Mais alguns que ficaram olhando falaram que irão iniciar semana que vem, e as que se inscreveram irão trazer mais gente semana que vem também”, comemora Valéria.

“Amei! Isso aqui é uma maravilha! Minha vida é só trabalhar, então adorei, toda vez que tiver, estou nessa”, diz Maria de Fátima da Silva. “É muito gostoso, dá vontade de embalar a noite toda. Eu gosto de dançar, e faz muito tempo que eu não danço”, diverte-se Cilene Aparecida Passing da Silva.

Segundo o presidente da associação de pescadores, Ronaldo Ismael Pinheiro, outras atividades estão sendo programadas para a comunidade. “Queremos que toda a comunidade aproveite o espaço que nós temos aqui. Queremos também divulgar a associação dos pescadores, abrindo espaço para que outras associações sigam a nossa ideia de abrir nossas instalações para que a comunidade tenha acesso, fazendo projetos que possam beneficiar a todos”, reflete.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif