Família Avila desbrava novos caminhos

A bordo da Kombi Fiona, família do Nova Palhoça vai visitar Argentina, Chile e Uruguai neste final de ano

930de8f23237f5fc4f234ae814412be7.jpg Foto: LUCIANO SMANIOTO

A inquieta família Avila vai aproveitar o período de festas deste final de ano para desbravar novos caminhos pela América Latina. Em 2011, o professor Antonio Ricardo Avila e sua turma de aventureiros fizeram uma viagem ao deserto do Atacama e percorreram toda a costa do Chile. Desta vez, a bordo da Kombi Fiona, eles farão uma expedição de cerca de 25 dias por Uruguai, Argentina e Chile.

A data de partida está marcada, 25 de dezembro, com a bênção de São Nicolau. Já a data de retorno é incerta. Isso porque a ideia dos Avila é aproveitar ao máximo todas as experiências que a viagem pode proporcionar. A meta de percorrer o roteiro escolhido em 25 dias pode ser ampliada, dependendo da dimensão do encantamento com os lugares visitados. E certamente não faltarão lugares encantadores ao longo do trajeto, que inclui a costa uruguaia; a Rota dos Sete Lagos e Bariloche, na Argentina; além da subida ao vulcão Villarrica, em Pucón, nos Andes chilenos.

A viagem será a bordo de uma Kombi (Ricardo é apaixonado por - e coleciona - carros antigos), carinhosamente chamada de Fiona - provavelmente em função da pintura que embeleza o veículo, em um tom verde-Shrek. Fiona é tão generosa que além de transporte também vai providenciar abrigo à família. A Kombi foi adaptada e transformada em um motorhome, com fogão, bujão de gás, televisor, conversor de voltagem, frigobar e tudo mais que a turma possa precisar para “acampar” ali dentro. Por uma questão de economia, Antonio, Silvia e o filho mais novo do casal, Antonio Ricardo Filho, de 13 anos, vão dormir a maior parte do tempo na própria Kombi; a filha Iassana, de 23 anos, e o namorado, Rafael Koerich, vão se acomodar em uma barraca. O sexto integrante da trupe é o cãozinho Ted, que não tem uma patinha e foi acolhido da rua pela filha mais nova, Laura, há oito anos - Laura faleceu em um acidente de automóvel, e desde então, Ted tem sido um companheiro inseparável nas aventuras dos Avila. “Na medida que cansar um pouco, a gente pega um hotel, um ou dois dias, para dar uma relaxada”, projeta Ricardo.

Ele certamente vai cansar. Afinal, é ele que vai guiar Fiona pelas veias abertas da América Latina. E não é pouca  coisa: contando ida e volta, são pelo menos 7,8 mil quilômetros. A ideia é viajar 400km por dia, 200km pela manhã e o restante do trajeto à tarde.

Além de dirigir, Ricardo assumiu outro desafio. Como gosta muito de cozinhar, ele se propôs a preparar, todos os dias, um cardápio diferente a bordo da Kombi, prestigiando os pratos típicos da região visitada. A aventura culinária será divulgada no canal da família no YouTube: Família Avila Desbravando Caminhos (acesse em: bit.ly/2ExN7ZR).

Seja pilotando o fogão ou o volante da Kombi, o certo é que Ricardo vai viver altas aventuras nesta viagem - literalmente altas, porque o vulcão Villarrica, por exemplo, fica a 2.847 metros de altitude. O roteiro foi definido principalmente com base em relatos de outros viajantes. O professor faz parte de um grupo no WhatsApp com viajantes de Kombi no mundo todo. À medida que as informações são partilhadas por outros aventureiros no grupo, vai identificando lugares que gostaria de visitar e a parti daí vai moldando o roteiro. Ricardo escolhe a rota e Silvia dá seus palpites. “Eu deixo pra ele, só às vezes eu questiono: por que ir por aqui e não por ali?”, conta a esposa. “Ela gosta, mas não tanto quanto eu. Não sei se um pouco ela vai mais pela minha empolgação”, diverte-se Ricardo, que não vê a hora de colocar o pé na estrada. “Estou contando os dias”, admite.



Galeria de fotos: 3 fotos
Créditos: LUCIANO SMANIOTO LUCIANO SMANIOTO LUCIANO SMANIOTO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif