Cuidando da "criação"

Seção #tbt desta relembra as criações de patos para criação de armim

26ca796e3c2b32a8fad67eb1a27a993c.jpg Foto: Acervo: Família Lostada

A imagem registra o senhor Campolino Lostada, antigo morador da comunidade de Areias, na Barra do Aririú, cuidando de suas cabeças de gado e da criação de patos para a confecção do armim ou “arminho”, como diziam nossos antigos. O enfeite era usado na época, principalmente, pelas grandes fábricas de apetrechos e também pelas escolas de samba para confecção de fantasias para o Carnaval.

O armim foi uma importante fonte de renda de muitas famílias de Palhoça nos anos 1950 até os anos 1970. Muitas possuíam criação de patos para a produção da pluma. Outras ganhavam para torcer o armim, que era costurado em uma tira de pano e vendido em metro!
Já a criação de gado era principalmente para a produção do leite, que era vendido aos vizinhos em litros.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Acervo: Família Lostada Acervo: Família Lostada
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif