Dicas de convivência e bons hábitos nas repúblicas

Muitos jovens migram para Palhoça para frequentar universidades

9d16f54316eb5b01df2b6652b0946f77.jpg Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET

O sonho de qualquer estudante é poder ter à disposição uma boa estrutura empregatícia, com vasta gama de possibilidades de trabalho e oportunidades em diversas áreas. Nem todas as cidades podem oferecer isso, então é comum, muitas vezes, que esses jovens mudem de seu município natal para, até mesmo, outros estados, a fim de buscar rumos mais assertivos para o lado profissional.

Palhoça, com sua sede de desenvolvimento, cria cada vez mais empregos e chances para estudantes. Segundo pesquisa do Caged, a cidade e o estado têm se destacado em termos de mão de obra qualificada e vagas de emprego, o que faz dela um ótimo local para o início de trajetória dos estudantes. O bairro Cidade Universitária, por exemplo, é uma amostra disso, com seu aumento constante, principalmente no início do ano, de novos universitários buscando moradias.

Para eles, o mais comum é buscarem repúblicas ou casas para aluguel. A segunda opção nunca é um mau negócio, principalmente para os estudantes, como afirmam as informações do blog deste portal. Na hora de decidir, basta tomar os devidos cuidados para não cair em golpes.

Existem aqueles que, no entanto, preferem ou querem gastar menos morando em uma república junto a outros na mesma fase da vida. É fato que a moradia compartilhada permite certos contatos e um estilo de vida diferente, porém, também aumenta o nível e o volume das tarefas e das responsabilidades. Deve-se, por exemplo, seguir algumas regras básicas de convivência, higiene e organização, para que todos vivam em harmonia.

Abaixo, elencamos algumas delas. Confira!


Organizem as contas com atenção

Até mesmo uma conta que passe da data de vencimento sem ser paga pode ser uma enorme dor de cabeça para os moradores da república. Por isso, dividam muito bem as responsabilidades e lembrem-se dos prazos de pagamento.

Uma boa ideia é manter em uma lousa ou um cartaz, colado à vista de todos, as datas das principais despesas, como condomínio, aluguel, água, luz e gás, além da internet e telefone, por exemplo. Dessa maneira, todos saberão quando pagar e, se for dividida, quando deverão passar o dinheiro para o responsável pelos pagamentos.


Revezem a limpeza

Dependendo do tamanho do imóvel, fazer a limpeza pode ser uma tarefa árdua. Por isso, independentemente do número de moradores, as etapas devem ser divididas e também passar por um rodízio.

Isso porque ninguém quer limpar a casa sozinho ou limpar, por exemplo, a cozinha, duas vezes seguidas. Estabeleçam as tarefas diárias, façam o rodízio e depois pensem em como serão as faxinas maiores e mais profundas. Uma diarista pode ajudar, mas solicitar seus serviços não deve ser o principal plano.


Conheça seus colegas de casa

Apesar de ser dividido, o local onde todos moram ainda é a casa de cada um, ou seja, todos precisam se sentir confortáveis e “em casa”. Se não for assim, será muito difícil conviver na maioria dos dias. Dessa maneira, é importante que todos conheçam os hábitos dos outros moradores.

É importante, também, gerar um consenso para as ações de um ou outro morador, como as toalhas em cima da cama, não fazer as compras ou outros problemas. Todos devem estar satisfeitos, caso contrário, é necessário conversar e decidir como será feito.

Entretanto, também é crucial saber ceder em certas situações para não haver brigas constantes entre as pessoas que vivem por lá.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif