3e1661f837ddbbe2cfeee8ea72ad9b2c.JPG Multicampeão de Bicicross ministra palestra para 270 crianças e adolescentes do Madri

f53109fdbce259b39801fb7647a3629b.jpg Equipe BMX Palhoça conquista 13 medalhas no Catarinense de Bicicross


Eles invadiram nossa praia

Banda Tocaia escolheu a Praia do Pontal para fazer o show de gravação do primeiro DVD

3c9db54cb5b91da4afa414876c2ab949.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

A Praia do Pontal, no Sul de Palhoça, foi escolhida pela Banda Tocaia para a gravação do seu primeiro DVD/Blu-ray. Cerca de 200 pessoas acompanharam a gravação, em clima de luau, no último sábado (10). O resultado só será conhecido dentro de aproximadamente seis meses, quando terminar o trabalho de edição. Até lá, a memória dos bons momentos vividos diante do público na beira do mar vai estabelecer um agradável paradoxo: como um bálsamo, vai ajudar a arrefecer a ansiedade à espera do “final cut”; e como um estimulante, vai embalar os sonhos de voos mais altos.

A chuva que caiu no final de tarde trouxe um drama imprevisto ao roteiro imaginado pela banda: será que novamente o projeto seria adiado? Eles já haviam tentado concretizar a ideia de gravar um show outras duas vezes, mas foram impedidos pela logística. Chegaram a marcar data (18 de março de 2017) e local (camping Beira Rio, na Guarda do Embaú). Não rolou. A segunda tentativa foi no Bar&Moto, em Florianópolis. Também não aconteceu. “A gente queria muito fazer aqui em Palhoça”, conta o vocalista e guitarrista Vittor Stanley, líder da banda. Desta vez, deu certo. Mas não sem um susto!

Quando a água começou a desabar do céu, Vittor também desabou, naquele cantinho que cada um cultiva dentro da imaginação, onde buscamos abrigo diante da tempestade. Sorte que os deuses da música estavam de prontidão e deram uma bronca em São Pedro. A tempestade foi obra de minutos. Logo o tempo melhorou e a banda pôde transformar todo o trabalho incansável de bastidores em energia no palco. “Eu não estava em mim, era meio como se eu estivesse me assistindo. Foi uma coisa muito emocionante, transbordava os olhos a toda hora. Parei umas duas, três vezes, porque eu chorava mesmo. Aí respirava fundo e voltava. Foi de coração”, conta o vocalista. “Foi inacreditável! De 0 a 10: mil”, declama.

Vittor chegou na Grande Florianópolis em 2015 - morava em Navegantes (SC) -, com 200 reais no bolso, duas sacolas de roupas e um violão. Não sabia nem onde ficava a padaria! Mas sabia muito bem onde queria chegar. O objetivo estava traçado: vencer no mundo da música. Largou a profissão de professor de Matemática e junto com dois alunos ensaiou os primeiros acordes de um novo projeto de vida. “Eu não sei fazer uma coisa de mentira, se não for de coração, não consigo fazer”, justifica.

Em São José, Vittor fundou a Tocaia Produções Audiovisuais e a Banda Tocaia. Fazia vocal e tocava guitarra; André Castro assumiu o contrabaixo e Luiz Eduardo comandava a bateria. Estava pronta a primeira formação. O primeiro show oficial foi no dia 28 de janeiro de 2017. Aos poucos, a banda foi crescendo, com a chegada de novos componentes – inclusive, palhocenses. No repertório, reggae, rock e pop rock. Esse caldo popular está na seleção de músicas escolhidas para o show de gravação do DVD: são 19 faixas, com quatro canções autorais. A abertura não poderia ser outra: “Nós Vamos Invadir Sua Praia”, do Ultraje a Rigor, clássico dos anos 1980. É o tema da banda. Foi o Ultraje que despertou o interesse do vocalista pela música, quando assistiu a um show da banda na Festa da Cachaça, em Luiz Alves (SC). Era adolescente e começou ali a estudar música, a pensar música, a fazer música.

A trajetória atinge um ponto crucial com a gravação do DVD, uma decolagem para sabe-se lá onde! A julgar pela repercussão alcançada com as primeiras imagens divulgadas, é longe! “A repercussão é grande”, comemora o guitarrista Djoni Vilvert. “Espero que isso aconteça não só como uma onda, mas que seja uma série legal, que dure bastante”, emenda Vittor.

 

Saiba mais

 

* Composição da banda

André Castro (contrabaixo)

Andrey Castro (violão)

Djoni Vilvert (guitarra)

Luiz Felipe (percussão)

Luiz Eduardo (bateria)

Felipe Foca (percussão)

Willian Morais (teclado)

Vittor Stanley (guitarra e vocal)

 

* Setlist da gravação

A Sombra da Maldade (Cidade Negra - “Fizemos uma terceira versão, misturando a versão acústica e a original, e mais algumas coisas aleatórias”, explica Djoni Vilvert)

Vamos Fugir (Gilberto Gil) / I Shot the Sheriff (Bob Marley)

Brasionalidade (Tocaia - “É a minha história”, diz Vittor Stanley)

Meu Erro (Paralamas do Sucesso)

Dívida (baseada na versão do Ultramen em conjunto com O Rappa)

Rosa Norte (Armandinho)

Naticongo (Natirruts)

O Mané (Dazaranha) / Vapor Barato (versão O Rappa) / Hotel California (Eagles)

Vai Ser Daqueles Dias (Tocaia, em parceria com Jonathan Corrêa)

Do Seu Lado (Nando Reis)

Zoio de Lula (Charlie Brown Jr.)

Daew Tio (Tocaia. Música feita para um tio, que estava na plateia no dia da gravação)

Me Deixa (O Rappa)

Cowboy Fora da Lei (Raul Seixas)

Puro Êxtase (Barão Vermelho)

Coisa de Maluco (Tocaia)

Reggae do Manero (Raimundos) / Me Lambe (Raimundos)

Pais e Filhos (Legião Urbana)



Galeria de fotos: 6 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg

Destaques

  • Nenhuma matéria relacionada.