Engenheiro tem projeto apoiado pelo Rotary

Biodigestor vai levar gás de cozinha e biofertilizante a creche no Frei Damião

de4a8b098ba90a03f8c58cb30cd4bfca.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Texto: Isonyane Iris

O projeto de um biodigestor apresentado pelo engenheiro Denis Schaimann foi selecionado na última semana pelos Rotarys Palhoça e Pedra Branca para receber integralmente uma bolsa de estudo em consultoria ambiental EAD, patrocinada pela Fundação Universitária Iberoamericana (Funiber). O projeto consiste em reutilizar resíduos orgânicos, que seriam levados para aterros sanitários, e transformá-los em gás de cozinha e biofertilizante.

Formado em Engenharia de Aquicultura pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Denis é comerciante e morador do Alto Aririú. O engenheiro explica que a biodigestão de resíduos consiste em um processo fermentativo, parecido com a compostagem, mas que é anaeróbio (sem presença de oxigênio), resultando em biogás e em biofertilizante, que podem ser seguramente aproveitados. 

A proposta feita pelos Rotarys era de que os projetos deveriam transformar resíduos orgânicos em biogás, com o objetivo de beneficiar uma comunidade carente. “A ideia veio para atender duas necessidades: a creche tem uma horta que vai poder contar com um adubo de excelente qualidade e ainda três horas de chama diária, que é o que uma creche precisa para usar na cozinha”, acredita o engenheiro, adiantando que o projeto será instalado na creche do Frei Damião, podendo ser ainda utilizado em residências e outras instituições.

Depois de instalado nessa creche, a sugestão do engenheiro é a de que o projeto seja replicado em outras instituições, como escolas e asilos. “É um projeto que já vem sendo utilizado em países superpopulosos, como a China e a Índia. É um projeto que já vem sendo discutido em vários países, por abraçar a ideia de reutilização. Um biodigestor desse dá trabalho para montar, mas no final, com certeza, vai ser muito recompensado”, explica. 

Muito bem recebido, Denis conta que não conhecia ninguém do Rotary e que soube através de um colega sobre a seleção de projetos. “Participei de uma entrevista primeiro para conhecer sobre o que seria essa bolsa, depois de uma semana me ligaram avisando que meu projeto tinha sido escolhido. Me senti muito honrado, com certeza vou aproveitar ao máximo essa oportunidade de fazer um projeto que vai ajudar as pessoas mais necessitadas”, agradece o engenheiro, adiantando que está ansioso pelo começo do projeto para logo ver os resultados.

A bolsa de estudo em consultoria ambiental EAD tem duração de um ano, onde Denis terá o compromisso de ficar à disposição do Rotary, e ainda mais dois anos após a conclusão da especialização. 

O projeto do Rotary D-4651, em parceria com a Funiber, vem contemplar aos jovens oportunidade de especializarem-se na área de consultoria ambiental e aplicar na comunidade. “Vimos no projeto do Denis uma excelente opção nesta área ambiental e o apoiaremos no percurso desta pós-graduação e depois na implementação do projeto. O Rotary Internacional, através das suas seis áreas de enfoque, considera de importância extrema capacitar os jovens frente aos desafios e necessidades comunitárias”, explica Sonia Maria Dzis Giacomini, governadora do Rotary Club de Palhoça (Distrito 4651) entre 2016 e 2017.

 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif