Guarani recebe o Inter neste domingo (7)

Duelo está marcado para as 10h, no Renato Silveira. Bugre vem de vitória fora de casa pela Série B do Catarinense

90535b55a26b6a8efa200f44b809622a.jpg Foto: RICARDO ARTIFON/CAC/DIVULGAÇÃO

O Guarani recebe o Internacional de Lages neste domingo (7), às 10h, no Estádio Renato Silveira, em rodada que encerra o primeiro turno da Série B do Campeonato Catarinense. Na noite desta quarta-feira (3), o Bugre Palhocense se recuperou da derrota em casa diante do líder Barroso - 3x1, no último sábado (29) - com uma vitória por 1x0 para cima do vice-líder Concórdia, no Estádio Domingos Machado de Lima, no Meio-Oeste catarinense.

Foi a primeira derrota do Galo em casa neste campeonato - o time vinha com 100% de aproveitamento até enfrentar o clube de Palhoça. O gol da vitória do Guarani foi marcado por Gustavo Alexandre. Foi o segundo jogo consecutivo em que o time do técnico Hudson Coutinho enfrentou um clube do pelotão de frente na tabela de classificação, e os resultados foram bem diferentes.

Apesar de que no sábado (29), no Renato Silveira, quem assistiu ao primeiro tempo do confronto com o poderoso Almirante Barroso pode ter ficado confuso, porque foi o Guarani que jogou um futebol de líder. O time da casa comandou as ações no início da partida, mas, para variar, não transformou a superioridade em vantagem no placar e acabou sofrendo um gol no contra-ataque, logo aos 10 minutos. Após lindo passe em profundidade, nas costas da zaga palhocense, Abner recebeu livre pelo lado direito e avançou em direção à área; o goleiro Júlio César titubeou ao sair do gol, foi driblado e o atacante do Barroso mandou a bola para o fundo do gol vazio.
Nove minutos depois, o Renato Silveira presenciou um dos gols mais bonitos de seus 47 anos de história. Léo Gago, indiscutivelmente o melhor jogador do Guarani nesta Série B, roubou a bola no meio de campo, viu o goleiro adiantado e mandou por cobertura, no ângulo.

O gol animou o time da casa, que passou a levar perigo ao gol do Barroso e chegou a mandar uma bola na trave, em chute do atacante Thiago Silvy, antes do intervalo. Do outro lado, o adversário, líder invicto do campeonato, só teve uma nova oportunidade de marcar, desperdiçada pelo meia Fabinho. O lance, porém, era um prenúncio do que aconteceria no segundo tempo.

Quem deixou Fabinho em condições de marcar o segundo gol do Barroso foi o meia-atacante Dandan, após linda jogada individual. E foi essa individualidade que fez a diferença na etapa final do jogo. Aos 14 minutos, Dandan cobrou pênalti sofrido por Abner e recolocou o time de Itajaí à frente no marcador. Aí começou o verdadeiro show de Dandan. O meia-atacante deitou e rolou para cima da zaga palhocense no lance do terceiro gol, aos 27 minutos, e definiu a partida.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif