MENINA É RESGATADA DE CATIVEIRO

Uma menina de 13 anos, que estava desaparecida desde junho de 2019, foi encontrada em uma mata fechada nas proximidades do Morro do Gaúcho e do Rio da Madre

522e5e34ff7f867261a1731563be80f8.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Uma menina de 13 anos, que estava desaparecida desde junho de 2019, foi encontrada em uma mata fechada nas proximidades do Morro do Gaúcho e do Rio da Madre, entre Palhoça e Paulo Lopes. Ela foi mantida em cárcere privado por um ex-vizinho, que conseguiu fugir da força-tarefa que realizou a ação conjunta para libertar a adolescente, na tarde de domingo (13).
A força-tarefa contou com a atuação da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCami) de Palhoça, da Coordenaria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core), do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM), do SOS Desaparecidos, do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 7º BPM e da Polícia Militar Ambiental.
A força policial foi mobilizada para localizar e averiguar uma denúncia de cárcere privado e porte ilegal de arma de fogo em Palhoça, onde o suspeito estaria mantendo uma menina menor de 13 anos em cárcere privado.
Na verdade, essa história começa em 2018, quando a DPCami de Palhoça instaurou inquérito policial para apurar uma denúncia de estupro. A menina, na época, tinha apenas 12 anos de idade e o autor seria um homem de 48 anos, que era vizinho da criança. Em junho de 2019, o suspeito soube da investigação da Polícia Civil e resolveu sequestrar a vítima e a manteve em cárcere privado por dois meses na mata. Durante esse período, a vítima vivia acampada e em condições precárias e insalubres. Foram realizadas várias operações nos lugares mencionados para resgatar a vítima e cumprir o mandado de prisão preventiva em desfavor do suspeito.
Na sexta-feira (13), a polícia obteve a informação sobre o paradeiro da vítima e as equipes patrulharam a mata até localizar o acampamento em que estavam a vítima e o sequestrador. No momento da busca, o suspeito percebeu a presença dos policiais na mata e fugiu - na terça-feira (15), ele teria sido avistado por um policial rodoviário federal em Imbituba (SC); a Polícia Militar foi acionada, mas não teve sucesso na tentativa de captura.
No momento em que localizaram o cativeiro, os policiais chegaram a visualizar o suspeito junto à menor; ele não respeitou a voz de prisão e ainda tentou sacar o revólver, que estava no chão. Como não conseguiu, fugiu pela mata.
Durante a busca no acampamento, foi localizado e aprendido um revólver calibre 32, com seis munições. Também foram encontradas roupas da menina e do suspeito no local, além de uma barraca improvisada com lonas.
A menina passou por exames e passa bem. Ela está em um abrigo institucional em Palhoça, enquanto não sai a decisão da Justiça com relação à guarda da adolescente.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif