Moradores preocupados com contaminação no Pontal

Prefeitura fez obra de drenagem (inacabada), e ligações clandestinas de esgoto ameaçam o ecossistema local

c1492e7dbc1981d0aeaa15d24287312e.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

Texto: Isonyane Iris


A obra na rua Palmira Rosa e Silva, no bairro Pontal, começou em agosto de 2018, com a promessa de que seria finalizada até dezembro, mas até o momento, os trabalhos estão parados e os moradores preocupados com a situação em que se encontra a rua. Além da demora para a finalização da obra, outros moradores estariam despejando esgoto na tubulação que teria sido instalada na rua, fazendo com que o mau cheiro incomode a comunidade.

A equipe de reportagem esteve no local nesta semana e não encontrou nenhum profissional trabalhando no local, além de encontrar pedaços de canos e pedras espalhados pela rua. "Disseram que até dezembro estaria pronto. Eu apostei com o cara: duvido que vá estar pronto, do jeito que vocês estão fazendo. Só jogaram tudo aí e deixaram", diz um morador.

Segundo os moradores, estaria faltando calçar a rua e colocar o meio-fio - a intenção da Prefeitura seria calçar o local, por ser rota de ônibus. Até o momento, os trabalhos realizados já teriam concluído a tubulação no local, mas alguns moradores estariam aproveitando o sistema de drenagem para fazer ligações clandestinas de esgoto. "Isso aí é um problema, prejudica o camarão, acaba com a prainha ali, que era tão boa", lamenta outro morador, destacando que até a areia da praia estaria ficando preta.

O mau cheiro estaria incomodando os moradores, além de que o esgoto que está sendo despejado de forma irregular na tubulação estaria indo direto para o mar. "Dia desses, havia três senhoras que foram tomar banho de mar ali e não perceberam a mancha negra saindo da tubulação. Elas foram avisadas que no local já não era mais prudente se banhar", alertam outros moradores.

A situação tem causado certa tristeza entre a comunidade. Moradores relembram a época em que colocavam cadeiras de praia na rua e ficavam apreciando o visual e interagindo à beira do mar. Agora, não botam mais as cadeiras ali, por causa do mau cheiro. "Se eles não arrumarem, nós vamos fechar (lacrar a saída do sistema de escoamento)", ameaça outro morador, diante da situação.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura informou em nota que a empresa licitada responsável pela obra concedeu férias coletivas aos colaboradores, que retornam ao trabalho na próxima semana.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif