Moradores se mobilizam para rua

Sem ajuda do poder público, o jeito foi arrumar por conta própria a rua Pedro João da Silva, no Alto Aririú

0fe42de5cd3b86b291d9f9015c56e26d.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

Texto: Isonyane Iris
Cansados de esperar por providências da Prefeitura, os moradores da rua Pedro João da Silva, no Alto Aririú, estão comprando materiais com dinheiro próprio para tentar amenizar a situação da via, que se encontra em condições precárias. A última visita da Prefeitura ao local teria sido há dois anos, quando teriam espalhado quatro caçambas de material pela rua e prometido que um projeto seria analisado para que tubulação e calçamento fossem feitos, mas até hoje, nada foi feito.
Morador há mais de 30 anos, Oradi Lopes relembra que a rua sempre sofreu por falta de manutenção e que foram poucas as vezes em que o Poder Público tomou providências. Cansado de ir pessoalmente à Prefeitura pedir que algo fosse feito pela rua, ele tomou a iniciativa, junto com os demais moradores, de comprar materiais e agir por conta própria. “Sempre sofremos com muitos buracos. Estamos sempre dependendo da ajuda dos vizinhos, porque sozinho a gente desanima. Ajuda e apoio da Prefeitura nós não temos. Para não dizer que nunca tivemos, só me lembro de uma vez, quando trouxeram uma máquina. Os materiais, hoje, somos nós que compramos. Isso quando um ou outro morador contribui! Pagamos o material e o frete, porque se for esperar pela Prefeitura, vamos viver nessa situação para sempre”, lamenta.
Dirclei Pinho não aguenta mais conviver com a rua em pleno estado de abandono. “Aqui sempre teve problema com descaso da Prefeitura. Há dois anos e meio minha esposa entrou em contato com o secretário de Obras na época, vieram aqui uma vez, passaram a máquina, sem material nenhum, e ficou pior. A rua não tem boca de lobo, se tivesse ajudava, porque tudo que a gente bota acaba desperdiçando com a chuva”, reclama o morador, que há mais de 20 anos sofre com o estado da rua.
Em uma oportunidade, Dirclei conseguiu pedir ajuda ao prefeito Camilo Martins (PSD). “Ele estava entregando panfleto para eleições para prefeito e pedi que ele falasse com o secretário para nos ajudar. Coincidência ou não, faltava uma semana para as eleições e o secretário esteve aqui e trouxe pela primeira vez um material muito bom, que é aquele asfalto moído, e disse que iria fazer a rua toda, mas acabou não conseguindo”, relembra Dirclei. Na época, o secretário teria prometido a ele que iria lançar a rua em um projeto para que a Prefeitura fizesse um orçamento para calçar e também fazer a tubulação, adiantando que fazer toda a extensão da rua, de 600 metros, sairia “muito caro” para o Executivo. “A rua hoje só está melhorando porque nós estamos tomando a frente, ajudando com mão de obra ou com materiais como podemos. A gente vive numa situação de abandono por parte da Prefeitura. Em épocas de chuva, isso aqui é um absurdo. Conversando com um vereador, eu disse onde morava e ele nem conhecia, ou seja, estamos abandonados mesmo. Eu imagino que esse descaso acontece porque aqui é divisa de município”, suspeita Pedro João Freitas.
Os moradores já estiveram na Prefeitura diversas vezes, mas a informação que recebem é que estariam com falta de material. “Eles oferecem a máquina, mas sem material acaba estragando mais ainda a rua. Nós queremos que algum responsável faça alguma coisa, um acordo com os moradores, como fizeram na rua vizinha, que depois uma reunião com os moradores conseguiram calçar a rua. Precisamos com urgência fazer a tubulação e se conseguisse calçar seria melhor ainda”, pedem os moradores.

O que diz a Prefeitura
A Secretaria de Infraestrutura informa que a rua Pedro João da Rosa está na agenda para realização de um projeto de pavimentação e drenagem, para ser incluída no próximo pacote de obras. “Paralelamente, a Secretaria de Serviços Públicos informa que realiza patrolamento no local frequentemente e que, em breve, fará mais um procedimento de manutenção”, informa, em nota.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg