Pakão é inocentado de denúncia de compra de votos

Vereador foi absolvido pelo TRE-SC por sete votos a zero

0e562a95f5b992da9264314fd0e5e429.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) absolveu, nesta terça-feira (22), o vereador Joel Filipe Gaspar (Pakão, PSB) da acusação de captação ilícita de sufrágio. A denúncia, que havia condenado o parlamentar em primeira instância, teria partido de um cabo eleitoral que trabalhava para um concorrente do mesmo partido ao cargo de vereador durante o pleito eleitoral de 2016. A decisão de primeiro grau foi proferida pelo juiz da 24ª Zona Eleitoral.

Na época, a defesa do vereador recorreu ao TRE alegando inocência e armação política. "Estávamos tranquilos e na defesa ficou veementemente comprovado que o vereador não cometeu o ato narrado pelo denunciante, que não há provas nesse sentido e que inclusive Pakão desconhece os envolvidos, o que confira que houve tentativa de incriminação por meio de armação", explicou o advogado de defesa, Mauro Prezotto.

Mesmo com o processo, Pakão manteve sua rotina de trabalho em prol da população palhocense. "Em nenhum momento esse processo interferiu no meu trabalho na Câmara, pelo contrário, me fortaleceu para buscar cada vez o melhor pelos moradores palhocenses e assim que vou seguir meu mandado", afirma o vereador.

Ao comentar a decisão na tribuna na sessão da Câmara nessa terça-feira, Pakão disse: "A verdade prevaleceu". E agradeceu a todos os vereadores que estavam torcendo por ele, assim como a sua família e os eleitores que o escolheram para representá-los no Legislativo, "os quais não vou medir esforços para continuar representando".
O vereador, que representa o Sul de Palhoça, foi eleito com 2.050 votos, o quarto vereador mais votado nessa legislatura, e atualmente ocupa a vice-presidência da Câmara de Vereadores.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • 338e94764dd53187027340c12355b39d.jpg

Destaques

  • Nenhuma matéria relacionada.