Palhocense recebe o Troféu Açorianidade 2018

Jornal recebeu a premiação na categoria Veículo de Comunicação. Solenidade de entrega foi nesta quarta-feira (31), em Porto Belo

0a0605de005efa86ef1d5d58a50fc4b4.jpeg Foto: NORBERTO MACHADO

Com muita honra e orgulho, o jornal Palavra Palhocense recebeu, na noite desta quarta-feira (31), em Porto Belo, o Troféu Açorianidade 2018, na categoria Veículo de Comunicação. “Dedicamos essa honraria a dois baluartes da nossa cultura açoriana: Claudir Silveira (in memoriam) e Gedalvo Passos”, comenta o editor-chefe do jornal, Alexandre João Bonfim da Silva.

Na solenidade de entrega da premiação desta 25ª edição do evento, o Palhocense foi representado pelo fundador do periódico e escritor da cultura local João José da Silva. “É com orgulho que recebemos esse prêmio, ainda mais porque é um reconhecimento pelo trabalho que desenvolve toda a equipe do jornal Palhocense em prol da cultura açoriana no município de Palhoça. Devemos sempre lembrar e enaltecer nossas raízes culturais, pois como dizia nosso saudoso colunista e historiador palhocense Claudir Silveira: ‘A cidade que não preserva e não valoriza seu passado, não tem futuro’. Por essa razão, também dedico esse prêmio ao nosso eterno colunista”, reflete João. “A valorização da nossa cultura local, entre elas a açoriana, está no DNA de nossa identidade como veículo de comunicação. Entendemos que é nossa missão cultivar nosso patrimônio e mostrar para os novos palhocenses o quão rica é nossa diversidade artística e cultural. Esse trabalho se dá por diversas formas, seja pelo Projeto Memória Palhocense, que digitaliza centenas de milhares de fotos do acervo da cidade, ou através das linhas rimadas dos pasquins da coluna do Beltrano”, acrescenta Alexandre. 


O prêmio

Através do Conselho Deliberativo do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) da Universidade Federal de Santa Catarina, foi instituído, em 1996, o Troféu Açorianidade, com o objetivo de reconhecer e valorizar o trabalho de instituições, pessoas e empresas em prol da cultura de base açoriana do estado de Santa Catarina.

Com este troféu, que é entregue anualmente, o NEA tem procurado reconhecer a dedicação destas pessoas e instituições em prol da causa da cultura açoriana. A escolha dos profissionais, empresas e instituições que receberão os troféus são feitas pelo Conselho Deliberativo do NEA, formado por 56 representantes das Prefeituras do litoral catarinense, universidades e fundações culturais que atuam no litoral catarinense. Têm assento, também, neste conselho, Secretaria de Turismo (Setur), Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf), Santur, Arquivo Público e Consulado Honorário de Portugal. Os componentes do Conselho Deliberativo têm o direito de fazer as indicações e posteriormente participarem da eleição dos agraciados. “Esperamos que cada vez mais, o palhocense se reconheça e se identifique com nosso jeito de ser e de escrever a história de nossa Palhoça amada. Agradecemos imensamente ao NEA por essa homenagem que revigora o entusiasmo de toda equipe do jornal Palhocense”, finaliza o editor-chefe do Palhocense.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg