Polícia prende suspeito de espionagem comercial

Prisão aconteceu em São Paulo. Suspeito teria prejudicado empresa do ramo farmacêutico em Palhoça

de6030cd137b7b0e12ad7c73bd64cc0b.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

A Divisão de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) da Polícia Civil realizou, na manhã de quarta-feira (3), a Operação Brutus, e cumpriu mandados de busca e apreensão contra um homem suspeito de crimes de espionagem comercial. O homem, de 36 anos, é ex-funcionário de um laboratório farmacêutico com sede em Palhoça. Após ser demitido, ele invadiu o sistema da empresa e se apropriou de arquivos com nomes de fornecedores e clientes.

Com as informações obtidas, o suspeito criou uma empresa do mesmo ramo de atividade. “Ele se aproveitou no know how desta empresa e passou a oferecer planos mais em conta”, explica o delegado Luiz Felipe Rosado, titular da DRCI. Após receber a denúncia, a Polícia Civil passou a investigar e identificou o golpista.

As investigações começaram em agosto de 2018. O investigado foi localizado em São Paulo, onde a Polícia Civil encontrou computadores a outros dispositivos eletrônicos. O material apreendido foi encaminhado para a perícia no Instituto Geral de Periciais (IGP).

O investigado foi indiciado em inquérito policial e vai responder em liberdade. A Polícia Civil aguarda conclusão dos laudos periciais.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif