Polícias integradas à comunidade

PM e PRF fazem ações sociais em Palhoça

4e0da295b518608d2a1347210916107b.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Nas mais diferentes esferas, as nossas instituições policiais têm procurado, cada vez mais, uma integração maior com a comunidade. Nesta edição, o Palhocense traz três exemplos dessa tendência.

 

DOAÇÃO DE ROUPAS 

Na tarde de quarta-feira (13), policiais do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM), sediado em Palhoça, realizaram entrega de roupas doadas pelos próprios policiais do batalhão. As doações foram entregues no Núcleo Espírita Caminho das Rosas, que atende as comunidades de Frei Damião, Caminho Novo e Brejaru.

 

FESTA SURPRESA

No domingo (10), policiais militares do 16º Batalhão realizaram uma surpresa para o pequeno Anthony Prates, de apenas três anos, na sua festa de aniversário, no São Sebastião. O menino é fã da Polícia Militar, e toda vez que vê uma viatura policial, fica todo feliz e acena para os policiais, fazendo com o dedinho o sinal de “beleza”. Ao saber da história, o comandante do 16º BPM, tenente-coronel Jacob Quint Neto, fez com que este sonho fosse realizado. Anthony era só felicidade ao encontrar com os policiais, que vieram no dia felicitá-lo no seu aniversário. O garoto pôde entrar, pela primeira vez, dentro de uma viatura policial. Ele viu como funciona o giroflex e ficou encantado com tudo que estava vivendo.

 

PRF POR UM DIA

O garoto Nicolas Rodrigues dos Santos, de 12 anos, tinha um sonho: ser policial rodoviário federal. Escreveu isso em uma cartinha e a entregou aos policiais na unidade operacional de Palhoça, na BR-101. Para a alegria dele, o desejo virou realidade, mesmo que por apenas um dia.

“Ser um grande policial é tudo o que eu quero, mas sei que isso vai demorar um pouco”, dizia um trecho da cartinha. Nicolas também pedia um uniforme da PRF, pra já se sentir como se fosse um deles.

O Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de SC providenciou um uniforme do tamanho do menino, e Nicolas foi levado pelos pais dele, de surpresa, até a unidade operacional em Palhoça. Ali, vestiu o uniforme personalizado, conversou com os policiais que estavam de plantão e até deu uma voltinha com a viatura. O desejo de ser PRF cresceu ainda mais. “Eu fiquei emocionado. Quando eu chegar na escola, vou mostrar para os meus amigos”, comemorou a criança.

O pequeno policial já domina algumas regras de trânsito: “Não beber enquanto dirige, usar sempre o cinto e respeitar a velocidade”. O pai, Milton Rodrigues dos Santos, diz que a “fiscalização” em casa é intensa: “A primeira coisa que ele diz quando eu entro no carro é: ‘pai, coloca o cinto’. Às vezes, eu esqueço, e ele já alerta”, conta Milton.



Galeria de fotos: 3 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif