Praça Bacana nos anos 1960

Seção #tbt desta edição traz o charme da Praça Sete de Setembro meio século atrás

2fc6733cc89149e5bfe4421fb2181c15.jpg Foto: ARQUIVO JPP

Embora a imagem seja retrô, pois mostra nossa Praça Sete na década de 1960, o título é bem atual, já que é o nome do evento que acontece neste domingo (10), em frente à Igreja Matriz, numa realização da Rádio Magia FM, Supermercados Imperatriz, Brade Energy e o apoio do jornal Palhocense, Projeto Palhoça Esportiva e Prefeitura Municipal de Palhoça. As atrações serão muitas: brincadeiras, sorteio de brindes, DJs e shows com Ronne Valença, Ricardo Silva e Rony e Ravel. É diversão garantida para toda família palhocense.

Quanto às imagens deste #TbtPalhocense, elas eram da época que todos os dias os jardineiros, seu Flor e seu Néca, coloriam o jardim da Praça Sete de Setembro. 
Os pés de ciprestes ganhavam vida nas mãos mágicas dos jardineiros. Como exímios cabeleireiros, podavam em forma de animais. Era como se todo jardim fosse um zoológico verde.

O amor de seu Flor e seu Néca pelo jardim era tanto, que por ocasião das festas do padroeiro Senhor Bom Jesus de Nazaré ou do Divino Espírito Santo, eles vinham para o jardim cuidar de suas flores, para que a população não as roubassem.

O jardim da praça ficou conhecido em muitas regiões do estado e do país. Turistas vinham especialmente para conhecer o jardim mais bonito de Santa Catarina e a nossa cidade, por causa disso, era chamada de “Rainha do Litoral Catarinense”.

Quem ouve falar assim de seu Flor e seu Néca, pode pensar que foram grandes paisagistas, com formação universitária em urbanismo e humanização de cidades, mas não, eles eram simples operários da Secretaria de Obras da Prefeitura, mas, mesmo ganhando um salário mínimo, executavam os serviços de jardinagem com muito amor.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: ARQUIVO JPP ARQUIVO JPP
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif