3e1661f837ddbbe2cfeee8ea72ad9b2c.JPG Multicampeão de Bicicross ministra palestra para 270 crianças e adolescentes do Madri

f53109fdbce259b39801fb7647a3629b.jpg Equipe BMX Palhoça conquista 13 medalhas no Catarinense de Bicicross


Prefeitura homenageia ex-governador Ivo Silveira

Sessão solene foi realizada na Câmara de Vereadores

4d3ffe85c2d302f886f0877daf9a83e3.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Em sessão solene realizada na noite de segunda-feira (2), a Prefeitura de Palhoça prestou uma homenagem especial aos familiares do ex-governador Ivo Silveira, pela passagem do centenário de nascimento do político palhocense, que também foi prefeito da cidade e deputado estadual em quatro mandatos. O ponto alto das comemorações foi o lançamento do livro "Centenário de Ivo Silveira", de autoria do jornalista e escritor Moacir Pereira, com prefácio do prefeito Camilo Martins.

A sessão solene também serviu como abertura oficial da programação de aniversário de emancipação político-administrativa de Palhoça. Em 24 de abril, a cidade completa 124 anos de emancipação político-administrativa.
Camilo Martins se referiu ao palhocense Ivo Silveira como um homem público, que dedicou a vida à articulação política em benefício do estado e de Palhoça. Ele também citou o lançamento do livro como um marco importante na história de Palhoça. "Eu me sinto muito honrado em poder participar deste momento tão importante, não só pelo carinho que sinto pelo nosso governador palhocense, mas também por ter convivido durante minha infância com a política em Palhoça, e sempre ter acompanhado atentamente os discursos do doutor Ivo Silveira", comentou o prefeito. 

Acompanhado pelo presidente da Câmara, vereador Fábio Coelho (PP), o prefeito fez a entrega, aos familiares de Ivo Silveira (Elizabeth Silveira, Ivo Silveira Filho, Renato Silveira, Carlos Roberto Silveira), de uma placa relativa ao centenário de nascimento do governador, que nasceu em Palhoça em 26 março 1918. "Tento me orientar pelo bom exemplo de Ivo Silveira, o homem público que ele foi durante sua vida política", declarou Camilo.

Neto de Ivo Silveira, Rodrigo Silveira considerou “afortunados todos aqueles que conviveram com o ex-governador, um palhocense que se projetou politicamente em Palhoça, para conquistar Santa Catarina”. Rodrigo contou que, em 2 de agosto de 2007, Ivo Silveira, com a saúde bastante debilitada, reuniu os familiares, passou uma série de recados, todos conciliadores, transmitindo paz e serenidade, então disse que “sua passagem nessa vida tinha chegado ao fim, e nos deixou”.

Antes de autografar o livro, para os vereadores, autoridades e convidados, o jornalista Moacir Pereira destacou “o caráter conciliador de Ivo Silveira”, que governou Santa Catarina com os aliados do PSD e adversários políticos da UDN. Isso porque, em 1966, com a extinção dos partidos políticos e o advento do bipartidarimo, os egressos de PSD e UDN se uniram na criação da Arena, o partido governista que dava sustentação ao Governo Militar. “Assim, Ivo Silveira se viu obrigado a governar ao lado de aliados e antigos opositores. Mas ele fez isso com maestria, com o seu grande poder de liderança e sensibilidade para lidar com os opositores. Ivo Silveira não tinha medo de fazer o bem e não tinha coragem de praticar o mal”, destacou o escritor.

A capacidade de Ivo Silveira de lidar com o contraditório foi a tônica da maioria dos discursos. O presidente da Câmara, Fábio Coelho, se referiu ao ex-governador como “um conciliador, nos momentos mais difíceis do país e do estado, homem dotado de experiência e paciência".

Além da placa, entregue pelo prefeito Camilo Martins aos familiares do ex-governador, outra placa de bronze, também comemorativa ao centenário de nascimento de Ivo Silveira, terá como destino a Praça Sete de Setembro, para ser postada ao lado do busto do “palhocense ilustre”, expressão adjetiva muito pronunciada durante a sessão solene.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • 338e94764dd53187027340c12355b39d.jpg

Destaques

  • Nenhuma matéria relacionada.