Rodrigo Rocha é eleito o melhor goleiro de futebol 7 do mundo

Bom desempenho em 2017 foi recompensado na votação organizada pela Fif7

cc08e86f8a8b9b092c61927379f48afc.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

O ano de 2017 foi marcante para o futebol sete do Brasil, que avança em termos de estruturação. Foi também um ano especial para o goleiro Rodrigo Rocha, que mora em Palhoça e administra as quadras da Arena R1, no Rio Grande. Ele defendeu a Seleção Brasileira na Copa América, no Peru, e foi considerado o melhor goleiro das Américas (veja na matéria do Palhocense). Já seria um feito e tanto, mas não parou por aí. No dia 25 de janeiro, a Federação International de Futebol 7 (Fif7), que tem sede no Uruguai, anunciou a lista dos melhores jogadores do mundo em 2017, e Rodrigo Rocha foi escolhido o melhor goleiro.

A escolha é feita pela direção da federação, com votos dos treinadores filiados. A premiação será entregue em abril, em Lima, no Peru, durante a edição 2018 da Copa América. "Foi bem gratificante. Foi um ano de conquistas, de Seleção. Um ano em que o futebol sete começou a dar um passo maior, com uma visibilidade boa, com vários campeonatos no SporTV e no Esporte Interativo", comemora o goleiro, que ganhou grande identificação com o público palhocense quando vestiu a camisa do time profissional do Guarani.

Rodrigo, hoje, defende as cores do time de futebol sete da Chapecoense/BMH. O goleiro confia em um bom desempenho da Seleção na próxima Copa América. No ano passado, o time brasileiro terminou com a medalha de prata. "Nosso time está bem forte, com bastante caras novas. Mudou bastante. Particularmente, alguns eu nem conheço", comenta.

Do elenco que participou da competição no ano passado, apenas cinco atletas vão repetir a dose este ano _ inclusive outro jogador da Chapecoense, Marcelo. O México, campeão em 2017, é novamente o time a ser batido. "Acho que agora na Copa América eles vão tomar de nós", desafia Rodrigo Rocha. Outras seleções que podem incomodar são a do país anfitrião, empurrada por uma torcida muito participativa, e a do Equador, que teve uma grande evolução no futebol 7. "Cada ano que passa vai vir mais forte, é a tendência natural do esporte", projeta o jogador de Palhoça.

A expectativa de Rodrigo Rocha e de outros jogadores brasileiros é com o momento em que a Fifa abraçar definitivamente essa modalidade. Aí, o esporte vai deslanchar de vez. O problema é escolher uma federação oficial, entre as inúmeras federações existentes. Rodrigo avalia que a Fif7 é a única que consegue articular competições internacionais. "É a mais forte e a que está mais pensando grande, não pensa em dinheiro imediato, na questão de tirar dinheiro dos clubes. Ela pensa em crescer o esporte, para depois girar dinheiro de outra forma, com governo, televisão, torcedores", analisa o goleiro, de 33 anos.

Esta é a terceira vez que um goleiro brasileiro recebe o prêmio mais importante do futebol 7 mundial. Em 2013, Guilherme, do Flamengo e da Seleção Brasileira, foi premiado, e na temporada 2014, foi Igor Pereira, do Fluminense, campeão da Liga das Américas, que ficou com o título. O prêmio Football 7 Awards é oferecido aos melhores do mundo na temporada do futebol 7 internacional e é o principal título individual oferecido anualmente pela Federação Internacional de Futebol 7.

Copa América

A próxima Copa América será realizada entre 7 e 9 de abril, em Lima, no Peru. Os jogos terão transmissão pela TV e pela internet, e serão disputados em uma grande arena criada especialmente para o evento. É o principal campeonato de seleções do continente e reúne as maiores estrelas do futebol 7 nas Américas, nas categorias masculina e feminina.

No masculino, a delegação brasileira vai contar com dois ex-jogadores profissionais bem conhecidos: Rodrigo Mendes, que levantou títulos por clubes como Flamengo, Grêmio e Kashima Antlers (Japão); e Fabrício Souza, vice-campeão da Libertadores pelo Atlético Paranaense e campeão da Champions League da Asia pelo Seongnam Ilhwa (Coréia do Sul).

No feminino, destaque para a presença da meio-campista palhocense Barbara Martins, convocada pela primeira vez para a Seleção (acompanhe a história da Barbara).



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg

Destaques

  • Nenhuma matéria relacionada.