Palavra Palhocense - Simulacao-de-incendio-mobiliza-forcas-no-pagani

Simulação de incêndio mobiliza forças no Pagani

Corpo de Bombeiros lidera ação, que teve participação da Defesa Civil e dos agentes de trânsito

510e26a6421af65cfdb229c4cdc54243.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

Uma simulação de incêndio na manhã desta quarta-feira (6) mobilizou o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e agentes de trânsito de Palhoça, além da Brigada de Incêndio do complexo empresarial que envolve o Slaviero Hotel, o Shopping ViaCatarina e o Giassi Supermercados, no Pagani.

“Como em todo ano, a gente vem trabalhando em plano de evacuação de área muito familiar e residencial. Hoje a gente conseguiu unir o Giassi, o ViaCatarina e o Slaviero. Foi um dos maiores planos de abandono já fito na área de Palhoça, unindo três empresas gigantes, com um número bem elevado de pessoas”, avalia o sargento do Corpo de Bombeiros Claudio Luiz Andrade. “Os colaboradores tendo a noção de como funciona o sistema de plano de abandono, isso facilita ainda mais o trabalho do Corpo de Bombeiros. Quando nós chegamos ao local, as vítimas, a vida, o maior bem que nós temos, já estão seguros e nós vamos dar o primeiro combate ao incêndio, auxiliando ainda mais a comunidade”, reforça.

A simulação ocorreu da forma mais real possível. Logo que foi detectado o suposto incêndio, na cozinha do hotel, os agentes envolvidos iniciaram a evacuação do prédio, incluindo hóspedes, que aderiram à operação voluntariamente. Os funcionários e hóspedes do hotel foram reunidos num estacionamento anexo, enquanto os bombeiros combatiam o incêndio simulado, na cozinha, no andar térreo, com a ajuda da Defesa Civil e de funcionários da Brigada de Incêndio.
Com muitas pessoas em volta, impulsionadas pela curiosidade, os agentes de trânsito fecharam a rua de acesso ao hotel, onde se posicionaram seis viaturas do Corpo de Bombeiros e outras dos órgãos mobilizados.

No roteiro, também foi simulado o atendimento a uma pessoa vítima de incêndio e outra que no deslocamento tivesse ferido a perna e estivesse incapaz de se locomover. “A gente faz a simulação da evacuação de pessoas, para ver o tempo que elas levam para sair de dentro da edificação para a parte externa em uma área segura. Dependendo deste resultado, a gente pode fazer alterações nas nossas normas preventivas contra incêndio”, observa o primeiro-tenente Fernando Ireno Vieira, comandante dos bombeiros em Palhoça. “Queremos cada vez mais conscientizar as pessoas para que saibam quais procedimentos realizar na hora de uma emergência, para que possam sair em segurança o mais rápido possível”, finaliza o comandante Ireno.



Galeria de fotos: 5 fotos
Créditos: NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO NORBERTO MACHADO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg