“Vamos lutar por ampliação das escolas

Palhocense entrevista a candidata a deputada estadual Dirce Heiderscheidt

96281a249c23b519d420969d7d51ee42.JPG Foto: ELTON CRIS

A deputada estadual pelo MDB Dirce Heiderscheidt busca a reeleição neste ano para seu terceiro mandato. Casada, mãe e avó, Dirce nasceu em Araruna, mas mora em Palhoça, no Passa Vinte. Parlamentar desde 2010, também atuou como secretária de Assistência Social de Palhoça.

Jornal Palavra Palhocense - Qual a importância de Palhoça ter um representante na Alesc?
Dirce Heiderscheidt - Isso é muito importante, estamos com praticamente 200 mil habitantes, cerca de 120 mil eleitores. Tivemos o nosso saudoso Ivo Silveira como deputado eleito, Paulo Vidal e depois veio a minha eleição, onde fiz 33 mil votos na primeira eleição e fiquei como suplente. Assumi na metade do governo a titularidade e depois me reelegi em 2014. É muito importante para Palhoça ter seus representantes. Precisamos que a população entenda esse apelo, de que precisamos continuar tendo representatividade no parlamento catarinense. Seria a mesma coisa de um bairro ter seu vereador para o município, alguém que lute pelo bairro e erga sua bandeira por aquele local.

JPP - Qual a principal bandeira que pretende defender na Alesc?
Dirce - Focar uma única bandeira fica difícil. Focamos em uma bandeira do social, que é com o coração, mas vemos a necessidade que existe nas outras áreas também. Temos a saúde, onde vivemos um gargalo, com hospitais estaduais sucateados que precisam de suporte e entendemos que Palhoça é uma porta de entrada para a Grande Florianópolis. Acho interessante também levantar uma bandeira sobre ter um hospital regional em Palhoça, para atender toda a área da saúde. Educação também é uma área com grandes necessidades. Temos muitos alunos fora da sala de aula, precisando ser qualificados em nível de Ensino Médio. 

JPP - Seu partido compõe a atual gestão municipal, com a presença do vice-prefeito, Amaro Junior. Como se daria a relação da sua legislatura com a administração municipal?
Dirce - Eu sou uma pessoa do bem, procuro sempre fazer o bem para as pessoas e no meu mandato não será diferente. A sigla partidária não interfere, o que interfere é o município, o que temos que somar é para Palhoça e para as pessoas. Portanto, eu quero dizer que não tenho problema nenhum em ser parceira do prefeito Camilo Martins, como já fomos na eleição. Nós queremos o melhor para Palhoça, que ela cresça e desenvolva cada vez mais. Por isso temos buscado encaminhamentos para o município, já buscamos recursos em Brasília e também já trouxemos do governo do estado para o município. Queremos que as pessoas tenham mais felicidade, dignidade e que Palhoça cresça e desenvolva cada vez mais. Moramos aqui, por isso sonhamos com uma cidade cada vez mais bela, robusta, pujante e mais desenvolvida. 

JPP - Como tem sido a receptividade da sua candidatura junto ao eleitorado?
Dirce - O momento é bem atípico, uma eleição muito curta, onde as pessoas não estão mais acreditando na política, não estão querendo tratar desse tema, mas que acredito que devemos tratar, porque tudo se dá por conta da política. Temos política no futebol, na religião, e por isso temos que discutir a política. Eu não sei se pelo fato de eu ser mulher, mãe e dona de casa e ter essa sensibilidade como mulher, torna mais fácil, mas temos recebido muito apoio, as pessoas têm nos procurado para levar nosso nome, uma coisa muito light, muito bacana, eu estou muito feliz de estar sendo procurada pelas pessoas sem nenhuma obrigação ou mesmo nos cobrando algo. Isso que nos move cada vez mais, pois é sinal de que nosso trabalho foi bem feito. 

JPP - A segurança pública tem sido um problema constante em Palhoça. Como deputado estadual, como pretende ajudar a combater a criminalidade?
Dirce - Palhoça cresceu muito e junto com isso veio a questão social, o desemprego, que gera a insegurança e atrás disso vem a criminalidade também. Estamos lutando com constantes audiências com o comando geral e o secretário de Segurança Pública, pedindo que se tenha um olhar mais carinhoso para Palhoça. É um município da Grande Florianópolis, muito próximo da capital, onde automaticamente todo reflexo de capital, dos outros municípios em torno, reflete em Palhoça. Já tivemos a oportunidade de inaugurar o novo batalhão da PM, que já foi um grande avanço, mas precisamos com certeza lutar por mais viaturas, efetivos, que acreditamos ser um fator complicador pelo número de efetivos. As pessoas se aposentam cedo e essa reposição acaba atrapalhando um pouco, não só o município de Palhoça, todos os municípios de SC.
 
JPP - Há duas situações preocupantes em Palhoça, ligadas diretamente a essa questão da segurança: as drogas e os moradores de rua. Como enfrentar esses problemas?
Dirce - Nós precisamos efetivar políticas públicas com atendimento muito eficaz, no sentido de que possamos estar atendendo e catalogando essas pessoas. Identificando da onde são e logo fazendo o encaminhamento para sua cidade de origem. Não dá para Palhoça ficar só recebendo e acabar como um depósito de pessoas. São seres humanos e nós temos que dar a devida dignidade, por isso acolher e enviar de volta à sua cidade. Com relação às drogas, já temos vários projetos no nível de governo estadual, precisamos melhorar ainda mais esses projetos e incentivar a questão do Proerd. Ele é maravilhoso, um projeto que o governo tem que investir muito mais, eu sou uma defensora tanto que em todas as formaturas eu estou presente, valorizando esses profissionais que trabalham tanto com essa prevenção. A questão da educação é fundamental, por isso o segundo período nas escolas tem feito com que as crianças utilizem esse outro momento para o lazer e a cultura. Tenho certeza que isso tudo vai ajudar muito na questão das drogas.    

JPP - Palhoça não tem uma estrutura complexa na área de saúde, como um hospital. Como você poderia ajudar a mudar esta realidade, se eleita?
Dirce - Sabemos que é uma bandeira difícil, mas acredito que com uma bancada federal de Santa Catarina, dois senadores catarinenses, mais a importância de um governador parceiro, se torna uma missão mais leve para buscar esse recurso e viabilizar um hospital, pelo menos emergencial. A necessidade tem, Palhoça está com número grande de habitantes, se tornou praticamente uma cidade polo, então necessita de um hospital.

JPP - A Educação é um dos grandes desafios para transformar o país em uma nação desenvolvida. Quais suas propostas para a educação?
Dirce - São dois cenários: a importância de se ter o segundo período, fundamental para manter a mente dos alunos ocupada, e a necessidade de algumas escolas reverem a questão do turno noturno. Eu acredito que a educação é fundamental, é o nosso futuro e o futuro dos nossos jovens. Devemos incentivar cada vez mais a escolaridade, a profissionalização, fatores muito importantes para o desenvolvimento dessa juventude. Temos uma escola estadual prestes a ser inaugurada no bairro Bela Vista, já vai ajudar um pouco, mas não vai resolver todo o problema. Na escola Claudete, na Ponte do Imaruim, temos um espaço muito interessante que se fosse feito um projeto de ampliação já resolveria bastante. Vamos lutar por ampliação das escolas que têm área pública e as que não têm espaço vamos brigar para poder conseguir e diminuir esse número de pessoas sem estudar. Lembro perfeitamente quando eu estava secretária da Assistência Social, dos cursos para primeiro emprego, onde era feita uma capacitação dos jovens. Esse era com certeza um curso que servia para abrir as portas nas empresas para o primeiro emprego.

JPP - Muito se tem falado no problema da corrupção na política brasileira e na “politicagem”, no uso da máquina pública como cabide de empregos para cabos eleitorais. Como enfrentar esse problema?
Dirce - Estou tão desapontada quanto todos os eleitores, que ligam a TV pela manhã e se deparam com barbaridades. Mas eu tenho fé e esperança de que podemos trabalhar e fazer com que a sociedade dê esse voto de confiança. Que volte a acreditar nesse momento, que é mesmo difícil, mas que nós ainda podemos fazer mais pelas pessoas. Isso que precisamos, e não só as pessoas de Palhoça, mas de Santa Catarina, e do Brasil. Que todos possam acreditar que podemos mudar e ter um novo momento. Precisamos que esse novo momento chegue o mais rápido possível, porque o nosso Brasil é um país rico, que sempre nos deu muita felicidade e sempre teve o respeito de outros países. É isso que precisamos continuar acreditando. Precisamos crescer, desenvolver e entender que tudo se dá conta com a união, se nós nos unirmos, com um único foco de botar pessoas sérias, comprometidas, nesse período eleitoral, vamos ter outra realidade para 2019. 

JPP - O trânsito é um dos principais problemas de Palhoça e região hoje. Como parlamentar, como poderá ajudar a aliviar o problema do trânsito? Que proposta teria nesta área?
Dirce - Primeiramente, quero falar da nossa marcação cerrada em cima da questão do rodoanel, estamos sempre cobrando agilidade para que isso desafogue um pouquinho o trânsito pesado do município. Recentemente, começou a se abrir na BR-282 uma via nas marginais que eu acredito que também vai ajudar um pouquinho esse acesso à serra. A questão do corredor para ônibus também é uma questão que temos que trabalhar muito para 2019. Na Via Expressa, nós precisamos com certeza da terceira via. Outra coisa que eu tenho conversado muito com o senador Dario Berger e tenho pedido sua ajuda sobre a questão da ponte da Guarda do Cubatão. Precisamos fazer um acesso legal ali, até a BR, que automaticamente já vai aliviar um bom número de carros que vão em direção ao sul. Outro assunto bastante relevante, não só em Palhoça, mas também em São José e Florianópolis, é sobre o transporte marítimo. Esse tema foi levantado quando Ronério foi prefeito e acho que tem que voltar a ser discutido. É um projeto viável, nosso mar dá todas as condições e nós temos que levantar essa bandeira.

 

Acesse nosso canal no YouTube e veja a entrevista na íntegra!



Tags:
Vídeos relacionados:
Play Candidata a deputada estadual Dirce Heiderscheidt em entrevista ao jornal Palhocense

Candidata a deputada estadual Dirce Heiderscheidt em entrevista ao jornal Palhocense

Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg