Ricardo Martins disputa prova de rali em Natal

Piloto de Palhoça viajou nesta terça-feira (2) para o Nordeste, onde participa do RN 1500, a partir desta quinta-feira (4)

5695ee7d28d8a882a8398ab86ef35a9f.jpg Foto: GUSTAVO EPIFANIO/DIVULGAÇÃO

O piloto palhocense Ricardo Martins embarcou na noite de terça-feira (2) rumo ao Rio Grande do Norte, onde disputará, a partir desta quinta-feira (4), o RN 1500, prova válida pela abertura do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. O RN 1500 deste ano terá um roteiro de 816 quilômetros, dos quais 598 quilômetros serão cronometrados.

Após chegar à capital potiguar, o piloto ainda fez um deslocamento de carro até a bucólica São Miguel do Gostoso, distante 115 quilômetros, onde acontece a largada da prova. O clima de competição já começa a esquentar a partir desta quarta-feira (3), quando todos os veículos deverão passar pela vistoria. Ricardo vai correr novamente com uma Yamaha. "Mais um ano junto com uma Yamaha. Vou correr com uma WR450F 2019. Já estou com a Yamaha desde 2013, mas este modelo de moto eu já uso desde 2017. É uma moto que eu já conheço, que se comporta muito bem em todas as corridas", comenta o piloto.

Ricardo Martins utiliza em sua motocicleta os pneus Rinaldi HE 42, desenvolvidos especialmente para o rali, mas para esta prova, em específico, o piloto catarinense embarcou em sua carreta algumas unidades do RMX 35, pneu com elevado poder de tração. "Na dianteira, eu só vou usar o HE 42, mas na traseira, irei avaliar a cada dia a melhor estratégia de pneu, pois isso vai depender de quão molhada ou não vai estar a prova", raciocina Martins, que usa um par de pneus para cada dia de prova.

Segundo o palhocense, o RN 1500 deste ano deverá apresentar um roteiro próximo daquele que foi percorrido nos anos anteriores, com trechos de areia no primeiro dia, e pedras e chão duro nos demais. As constantes chuvas na região trarão um ingrediente a mais com os quais os pilotos terão de lidar. "Está chovendo muito em São Miguel do Gostoso. A gente larga na areia, onde não temos muito problema com a chuva. O problema é que pega umas regiões onde encontramos umas poças grandes, isso acaba deixando um pouco mais perigosa essa corrida. Com chuva, acaba dando um aperitivo a mais, deixando um pouco mais perigoso", prevê. "Precisaremos tomar muito cuidado com as poças, pois tentar vará-las a mais de 100 km/h é uma opção e uma roleta-russa ao mesmo tempo - e se der errado, você pode se machucar. Então, só na hora é que vou conseguir avaliar e tomar a melhor decisão: se varar ou contorná-las pela lateral", acrescenta.

Seja qual for o cenário que irá encontrar na prova, Ricardo diz que está preparado para o desafio. "A expectativa é boa. Eu acabei o campeonato do ano passado com uma lesão no joelho, operei logo que acabou o Rally dos Sertões, em setembro. Fiquei três meses me recuperando e nos últimos três meses já voltei a treinar. Estou me sentindo bem fisicamente, bem em cima da moto, e acredito que vamos fazer um bom Campeonato Brasileiro", projeta.


Cronograma do RN 1500

4/04 - São Miguel do Gostoso-Açu: 230km (150km especial)
5/04 - Açu: 186km (144km especial)
6/04 - Açu-Currais Novos: 220km (184km especial)
7/04 - Currais Novos: 180km (120km especial)



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif