Wando Cunha recebe prêmio Ivo Silveira de Cultura

Homenagem é oferecida pela Academia de Letras de Palhoça

91c09022b909eca97bfd1408f9555277.jpg Foto: JUNIOR RIOS/DIVULGAÇÃO

Texto: Isonyane Iris


Ele pinta, desenha, esculpe, molda, entalha e ainda é músico. Não foi por qualquer motivo que a Academia de Letras de Palhoça (ALP) escolheu o artista plástico Wando Cunha para receber o prêmio Ivo Silveira de Cultura. Reconhecido por sua arte, criatividade e talento, Wando será agraciado nesta quinta-feira (17), às 19h, na Câmara Municipal. 

A Academia de Letras de Palhoça escolhe anualmente uma pessoa que tenha se destacado na cultura do município e este ano foi a vez do artista plástico Wando Cunha. “Ele foi escolhido por ser um destaque na cultura de Palhoça, sempre elevando o nome do município com seus trabalhos artísticos, musicais e ainda teatrais, inclusive para outros países”, destacou a Presidente da ALP, Sonia Ripoll.

Wando é reconhecido por ser um artista original, talentoso e dono de uma brilhante criatividade. Nascido em Laguna, morou até os 16 no estado do Rio de Janeiro e em seguida veio para a Grande Florianópolis. Pouco tempo depois, Wando chegou em Palhoça, onde começou como tatuador e atuou por uns seis anos. 

Mesmo com uma aptidão ímpar para desenhos desde criança, foi apenas aos 18 anos que Wando começou a usar as técnicas do desenho para tatuar, sendo o primeiro tatuador que teve em Palhoça, um tempo que ele lembra com carinho. “Tatuei muita gente aqui em Palhoça, inclusive amigos que hoje são grandes artistas na área”, relembra Wando.

Apaixonado por música, Wando chegou a gravar em 1995 o primeiro CD de Palhoça com a banda Funcionários de Deus (FDD). Em 2000, largou tudo e foi para São Paulo com a banda Homem Tribal. Pouco tempo depois, retornou para Palhoça. “Comecei a pintar letreiros, produzir faixadas de lojas diferentes e em pouco tempo comecei a investir mais na minha arte”, relembra.

Com trabalhos grandiosos Wando surpreende todos os anos com as famosas decorações de Natal. “Sem dúvida, é sempre o trabalho mais desafiador todos os anos para mim. Com muitos detalhes e cheio de surpresas eu sempre procuro surpreender o público e com isso me dedico para apresentar um trabalho que supere as expectativas”, revela o artista.

Considerado também um verdadeiro mestre na arte carnavalesca, Wando foi por cinco anos consecutivos premiado pela originalidade. “Fui campeão de todos os concursos de carnavais dos quais participei por cinco anos consecutivos, entre eles nos Clubes 7 de Setembro, Paula Ramos, Lira, 1º de Junho, 12 de Agosto, entre outros”, conta Wando, orgulhoso pelos reconhecimentos.

Com trabalhos muito bem reconhecidos, Wando já teve obras levadas para fora do país, como para Itália e Dubai. Recentemente algumas outras oportunidades já apareceram, dessa vez possíveis trabalhos para a América do Norte, especificamente nos Estados Unidos. “Ainda quero fazer muitos outros, com certeza é um trabalho que me deixa orgulhoso de ver fora do Brasil”, afirma.

Sempre apaixonado pela música, foi em 2010 que o Theatro dos Bonecos surgiu. “Por quatros anos eu fiquei só amadurecendo a ideia, logo que tinha tudo na cabeça resolvi pôr em prática. Nosso trabalho se refere a apresentar músicas autorais com espetáculo de mágicos, bonecos, palhaços, entre outros personagens circenses”, explica o artista, revelando que um dos seus maiores sonhos ainda é se apresentar com o Theatro dos Bonecos por diversos lugares do mundo.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif