a0dd6b937368a9129ff74e66b9d8287b.jpg Pakão destaca importância de parcerias com as entidades comunitárias

47e9d11c950f6c2b855c6d5459a7df6b.jpg Bala pede providências em relação a imóveis abandonados na Ponte do Imaruim

b4f4826d3b000be90291ab7bb373e9f4.jpg Reforma administrativa na gestão municipal provoca polêmica


Praias \"reprovadas\" em relatório recente da Fatma

Em locais de análise na Pinheira, na Praia do Sonho, na Guarda do Embaú e na Praia de Fora, o resultado foi "água imprópria para banho"; Ponta do Papagaio está liberada

6009e7107edbaa837dc2fc6cd8f5003d.jpeg Foto: NORBERTO MACHADO

Moradores e turistas das praias do Sul estão preocupados com os relatórios de balneabilidade apresentados pela Fatma neste início de ano. O último monitoramento divulgado foi feito nesta segunda-feira (22). Só a Ponta do Papagaio escapou.

Nos quatro registros feitos em 2018, a Praia de Baixo da Pinheira, por exemplo, na altura da Rua dos Pescadores, foi considerada imprópria pra banho.

A própria da Guarda do Embaú teve o status alterado para "impróprio" nas três últimas medições, com base em amostras colhidas na altura do Rio da Madre, em frente à vila.

Na Praia de Fora, nas duas averiguações feitas depois de um período de chuva intensa (dias 10 e 22) rua Antônio Júlio Fagundes, a água local também foi considerada imprópria para banho. A mesma situação ocorre na Praia do Sonho, que tem medições na Rua Canindé.

A Fatma explica que o local é considerado impróprio "quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores, no mesmo local, for superior a 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros".



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • f442682c3963e9476975fad0ac4b9198.jpg

Destaques

  • Nenhuma matéria relacionada.