Por Dentro do Ringue - Edição 627

Belfort vs Machida

Vitor Belfort (D) e Lyoto Machida (E) fazem o duelo brasileiro do UFC 224, marcado para o dia 12 de maio na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro. A luta, que já era esperada, foi oficializada pelo UFC. 

Será a última luta de Belfort? Ele já falou inúmeras vezes que poderia ser sua última luta. Pelo UFC, será a última luta do seu contrato e tudo indica que o evento não renove com ele, após trocas de farpas com a organização pelas redes sociais. Vitor, que deixou claro que não ficou contente após sua última luta, chegou aos 40 anos de idade lutando em alto nível. O Fenômeno possui um cartel de 26 vitórias e 13 derrotas. Sua última apresentação foi em junho do ano passado, quando venceu Nate Marquardt por decisão unânime em luta morna. Na oportunidade, Vitor venceu, mas não convenceu, o que deixou seus fãs mais convencidos de que chegou a hora de pendurar as luvas. 

Lyoto Machida, com 39 anos, busca a segunda vitória consecutiva. No último dia 3, ele venceu Eryk Anders, por decisão dividida, na luta principal do UFC Belém. Machida não vinha em uma fase confortável no UFC, amargava três derrotas e dois anos de suspensão por ter sido flagrado no antidoping. Ao meu ver, essa é a luta que o povo brasileiro sonhou no auge desses atletas. Hoje é apenas uma luta que não aconteceu, porém não empolga ninguém. 

UFC 224
Rio de Janeiro
12 de maio de 2018

Peso galo: Amanda Nunes x Raquel Pennington
Peso médio: Vitor Belfort x Lyoto Machida
Peso leve: Davi Ramos x Nick Hein
Peso meio-médio: Alberto Miná x Ramazan Emeev
Peso pesado: Júnior Albini x Alexey Oleynik
Peso médio: Cézar Mutante x Karl Roberson

 

 

 

Nocaute e falta de profissionalismo

O  UFC fez seu primeiro evento na cidade de Perth, na Austrália. O evento aconteceu no sábado (10) e teve na luta principal o duelo entre Yoel Romero (foto) e Luke Rockhold, no qual apenas Rockhold poderia sair com o cinturão interino dos pesos médios. Total falta de respeito da parte do atleta cubano, que, sem bater o peso na sexta-feira, foi punido com 30% de sua bolsa e, mesmo vencendo o duelo de sábado, não ficaria com o título interino e a chance de enfrentar Robert Whittaker, campeão linear da divisão. Só mesmo uma vitória contundente poderia colocar o cubano de volta aos trilhos da disputa de cinturão, e foi o que ocorreu. Após dois rounds de muito equilíbrio de ambos os lados, o cubano voltou para o terceiro round com muita pressão - o que é de costume em suas lutas, com um boxe muito forte e soltou uma dura pedrada de canhota na cabeça de Rockhold, que caiu na grade meio grogue. Luke tentou levantar e engoliu um upper brutal, e acabou nocauteado a 1min48 do terceiro round. Romero venceu e convenceu que é o lutador que todos nós sabemos que é, porém, foi de muita falta de profissionalismo não bater o peso, o que atrapalha muito o brasileiro Ronaldo Jacaré na corrida pelo cinturão.

 

 

 

Renzo Gracie volta a lutar, com 51 anos de idade 

Um dos maiores nomes da família Gracie acaba de assinar com o One FC - maior evento de MMA da Ásia - e faz luta contra Kazushi Sakuraba. Essa revanche, agora nas regras do MMA, promete movimentar o cenário do esporte por ser uma luta entre duas grandes estrelas da antiga geração. O japonês, que venceu Renzo no antigo evento Pride FC, agora terá a chance de mostrar que não foi sorte. 



Publicado em 22/02/2018 - por Palhocense

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif