Boca Maldita - Edição 719

Raio-X odontológico
A respeito da nota veiculada nesta coluna na semana passada, se referindo à reclamação de uma leitora sobre a dificuldade em realizar exame de raio-X odontológico, a Secretaria Municipal de Saúde informa que, no início da semana passada, adquiriu um novo equipamento digital. Os postos de saúde podem agora agendar para que o exame seja feito na unidade central. Obrigado pela resposta e parabéns pela aquisição!


Negócio da China

Louvável a iniciativa do presidente da Câmara de Vereadores de Palhoça, Neném do Bertilo, em trazer o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Lang, para um almoço de negócios e visita ao Legislativo, com a promessa de empreendimentos por aqui. 

Tomara que aconteça! Mas esse filme eu já vi no governo Ronério, quando os chineses estiveram aqui, os palhocenses foram pra China, prometeram instalar aqui uma fábrica de vidro e até hoje não vi nem o reflexo de vidro e nem a fábrica!

Mas torço que desta vez não passe só de turismo, caso Palhoça aceite o convite feito por Lang para que o prefeito e vereadores visitem o país. 

 

Bye bye PSD?!

Comenta-se no meio político a ida do vereador Neném do Bertilo para o MDB. O comentário surgiu depois que Neném foi convidado especial na festa de fim de ano do partido, realizada na residência do ex-prefeito Ronério Heiderscheidt, na semana passada. Atualmente, Neném é vereador pelo PSD (partido do prefeito) e para mudar de partido teria que esperar a “janela partidária”, que acontece em abril de 2020. 

 

 

A Boca Maldita é Sua...

Cachorros nas praias do Sul

O morador da praia da Pinheira Renato Flores diz que ficou decepcionado, mas  não  surpreso, com a falta de interesse de nossa classe política para o grave problema do grande número de cachorros que circulam pelas praias do Sul. Segundo ele, nenhum vereador, eu disse nenhum, respondeu e-mail por ele enviado pedindo providências. “Infelizmente estamos à mercê de uma parte da população que não cumpri as leis e de políticos que criam essas leis e as abandonam”, diz. 

Segundo Renato Flores, a classe política palhocense continua com os olhos fechados para os problemas da região e diz que só usam o local para emoldurar suas fotos, postando coisas boas em épocas festivas e virando as costas para a triste realidade que o Sul vive o ano todo. 

Ele entende que a Praia da Pinheira está vivemos em um grande abandono por parte do poder público: estradas sem manutenção, ruas às escuras, lixo à beira mar, etc, etc... Mas nada disso é tão preocupante, segundo ele, quanto a quantidade de cachorros circulando na orla. “Não são cachorros abandonados, como acontecia há anos atrás, hoje são os moradores, veranistas e turistas que levam os seus animais para passear e fazer suas necessidades fisiológicas na areia, além dos cães que circulam sem qualquer proteção. “Vivemos à mercê de sermos atacados ou sermos contaminados com parasitas em contato com a areia. Falo isso, pois não é só um descumprimento de uma lei municipal, mas principalmente porque é um caso de saúde pública”, desabafa.

O que o morador pede é o cumprimento da Lei 193/1994, que “proíbe a permanência e circulação de cães nas praias de Palhoça”. “E claro que não se pode ter um fiscal ao lado de cada mal educado, mas com certeza existe inúmeras formas de amenizar ou banir este mal costume, como campanhas educativas e em último caso, as multas previstas por lei. Estamos a vésperas de mais uma temporada e tudo isso vai piorar”, alerta.

O morador espera que algum dos nossos vereadores e secretários municipais façam valer a responsabilidade assumida diante de seus eleitores e tomem a atitude correta e urgente para solucionar o problema, que afeta as praias do município, em especial a Pinheira.

“Afinal, não se espera nada diferente daqueles que se intitulam os representantes do povo. Ou isso não passa de discurso só para angariar votos?!”, pergunta Flores. 


Fato ou boato?

Correm boatos dando conta de que, para obter sucesso em sua candidatura a prefeito em 2020, o coronel Ivon teria pedido ao governador Moisés que fechasse a torneira para Palhoça, não liberando recursos para novas obras e deixando abandonados empreendimentos como o ginásio do Colégio Ivo Silveira, a obra da escola do bairro Bela Vista, entre outros. Essa “nova” política teria como estratégia prejudicar o candidato do prefeito Camilo Martins, mas que, ao meu ver, se os boatos forem verdadeiros, prejudica mesmo é a população palhocense.

O que é fato e não boato é que Palhoça não recebeu nenhuma obra do governo Moisés no ano de 2019! O que é fato também, é que, em seus discursos, Ivon sempre pregou o bem da população e não estaria tão desesperado a esse ponto. 


O que Dizem e Eu Não Afirmo...
QUE, além do Pitanta, outros vereadores podem vir a conhecer a China no ano que vem!
QUE, aliás, o ano de 2019, foi o ano que a Câmara gastou menos em viagens em sua história recente. Isso quer dizer, que estão ficando mais com os pés no chão!



Publicado em 12/12/2019 - por Joao Jose da Silva

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif