Editorial - Edição 696

 

A voz da cidade

 

A sensação de pertencimento a um lugar depende de muitos fatores. A íntima ligação com nossa cidade constrói-se, principalmente, pela história e pelos laços afetivos. Se depender do escritor João José da Silva, colunista deste periódico e fundador do “O Palhocense”, esse laço ficará mais apertado e forte a partir deste sábado (6), com o lançamento do livro “Memória Palhocense - A Trajetória de uma Cidade Secular Traduzida em Imagens”.

O trabalho é resultado de décadas de pesquisa e trabalho em grupo. A maioria das fotos que ilustram o livro é de autoria do querido palhocense Gedalvo Passos, que, com a família, dedicou a vida a cristalizar momentos na sensível película dos filmes fotográficos. A família Passos legou ao jornal Palhocense a missão de cuidar do acervo e dar voz à Palhoça que ecoava do passado.

Missão dada, missão cumprida. Nossa equipe digitalizou o acervo fotográfico e deu um fio condutor às histórias dos palhocenses que construíram nossa cidade. Há muito poucos resquícios da velha Palhoça em nossas ruas hoje em dia. Mas, sempre que der saudade dos casarios, dos jardins da praça, do caminhar lento e do cheiro de mel que emanava dos ciprestes... Oh, caro leitor, basta abrir essa obra, segurar firme nas mãos um tanto enrugadas do autor e se deixar levar por uma cidade outrora calada, mas que já pulsa em vibrantes cores das 120 páginas da Memória Palhocense...



Publicado em 04/07/2019 - por Palhocense

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif