A saga de uma guitarra perdida e reencontrada

Músico da banda Tocaia, de grande identificação com Palhoça, viveu momentos de angústia com o sumiço da “filhona”

2d903eff25a26c1ff49d319a2b364775.jpeg Foto: ARQUIVO PESSOAL

Guardadas as devidas proporções, para um músico, perder uma guitarra é quase como perder um filho. Vittor Stanley, figurinha carimbada da noite palhocense, onde toca com a banda Tocaia (a banda, inclusive, gravou um DVD em Palhoça, na Praia do Pontal), viveu este drama na semana passada. Por sorte, o instrumento foi encontrado por uma pessoa de bem, e com a ajuda de outras pessoas, em uma corrente de altruísmo, o “pai” conseguiu reencontrar a “filhona”.

Tudo começou em um dia abençoado pelo rock’n roll, dia 13 de julho. Depois da apresentação no Tocaia Rock Festival, realizado no Arena Parque e que reuniu bandas em tributos a Raimundos, Pitty e Reação em Cadeia, os músicos se revezaram para guardar os equipamentos. O vocalista Ruam Carlos Monteiro levou os instrumentos de cordas para sua casa, em São José, e Vittor foi buscar, na quarta-feira (18). “Chegando na casa dele, eu destravei o porta-malas do carro, mas carreguei os instrumentos pela porta do carona. Coloquei as guitarras no porta-malas pela porta do carona, e o porta-malas ficou destravado”, relembra o músico.

No trajeto entre as duas casas, entre o bairro Real Parque até a entrada do Morro do Alemão, em Potecas, o porta-malas se abriu e a guitarra caiu. “Cheguei em casa, abri o porta-malas, vi que estava faltando uma guitarra e eu lembrava de ter colocado ela no carro. Falei pra minha esposa: puxa, perdi minha filhona”, relembra. Vittor voltou correndo e começou a procurar pelo instrumento no trajeto feito pouco tempo antes, mas não encontrou nada. À noite, fez o apelo nas redes sociais: “Caso você tenha visto alguém com ela ou se ouviu falar sobre, pelo amor de Deus, entra em contato (...). Dependo dela para trabalhar e não tenho dinheiro pra comprar outra. Agradeço a todos que ajudarem a compartilhar e marcar pessoas que moram nesse trajeto ou que possam tê-la visto, ficarei eternamente grato”. Os amigos em Palhoça e em toda a região começaram a espalhar a notícia imediatamente.

Na postagem, Vittor informava o trajeto e também as características da guitarra perdida, uma Golden Les Paul, preta, com bordas douradas. O instrumento estava em uma capa almofadada preta com escrita em azul. Quem a encontrou não fazia a menor ideia do que tinha nas mãos. Só sabia que pertencia a alguém, e que este alguém provavelmente a estava procurando. Seu nome é Davi, funcionário do gabinete do vereador Túlio Maciel (PSC) na Câmara de São José. Davi olhou para os lados, para ver se tinha alguém procurando por um objeto perdido e não encontrou ninguém. Ele pensou: “Se eu deixar aqui, algum mal-intencionado vai levar”. Então, decidiu levar o instrumento até o vereador Túlio Maciel, que poderia, com sua influência nas redes sociais, ter mais sorte ao tentar localizar o dono.

O vereador mostrou a guitarra ao filho, Leonardo. “Eu toco uma guitarrinha, um violão, não sou músico como eles, mas tenho alguma intimidade com o instrumento. Olhei, mexi no case da guitarra, no bolsinho onde se costuma guardar um cabo, um equipamento, um acessório, e tinha o repertório musical, a set list de algum show, e falava ali ‘repertório Tocaia’. Fiquei pensando que deveria ser o nome da banda”, relembra Leonardo. Ele acionou a espoca, Kaciane Falcão Maciel, e juntos começaram a vasculhar o Facebook em busca da banda. Encontraram a página da Tocaia e leram o desabafo do músico Vittor Stanley. “Entramos em contato e o gurizão ficou maluco, foi na hora buscar a guitarra com a gente. Ele ganhou o dia, e nós também, coisa linda. Eu sei como é, já tive violão roubado. Não é nem pelo preço, é que é o instrumento do cara, é como um filho do cara. Muito mais do que o apego financeiro, é um apego sentimental pelo instrumento. Fiquei amarradão que a gente conseguiu achar o dono”, conta Leonardo.

Vittor Stanley foi até a casa do vereador e recuperou a “filhona perdida”. “Obrigado a todos que ajudaram a procurar a guitarra, especialmente ao Davi, que achou, levou para o Túlio Maciel, que chamou seu filho Leonardo Maciel, que pediu para sua esposa Kaciane Falcão Maciel dar uma procurada no Facebook e assim encerramos a procura pela tão estimada guitarra! E nesse link de boas pessoas e exemplos para a nossa sociedade, tão desacreditada na bondade, o bem existe! E aqui está a prova disto. Façamos nós, sim, parte de algo melhor, sempre plantando o bem! Essa guitarra voltou e voltou para levar sorrisos, felicidade e prosperidade a todos! Nos encontramos no próximo show para comemorar a volta dela”, agradeceu o músico.

 



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: ARQUIVO PESSOAL ARQUIVO PESSOAL
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg