Beltrano - 632

 
Pra vocês verem como são as coisas!
 
Extra! Extra! Notícia extra e ordinária!! Como no domingo é Páscoa e eu não posso dar meu coração aos meus leitores, dedico a vocês minha coluna!
Por falar em coluna, deu na Coluna do Kbção: “Homem do Furadinho atira no próprio estômago para matar a fome!! A esposa, desorientada, ficou sozinha e com um vazio ainda maior... no estômago!!” O Kbção entrevistou a esposa do falecido num verdadeiro furo de fofocagem. Ei-la:
“Seu nome?
Felisbina Felícia Fagundes Faria.
De onde a senhora é?
Furadinho.
E agora, pra onde a senhora vai?
Formiga.
Profissão?
Fui frentista.
Deixou o trabalho?
Fui forçada.
Por quê?
Faltou força física.
E o que fazias?
Fiscalizava filtros e fluídos de freios no Florão.
E seu esposo Felisberto?
Faleceu.
De quê?
Furo no fígado.
Por quê?
Fobia, friagem e fome”.
Conclusão: o Kbção e a dona Felisbina, famintos, foram festejar. Foi uma fartura na Fígaro’s. Lá pediram um farto filé de frango frito feito no forno, com farofa, feijão e fritas. A feitio, a Fígaro’s forneceu: pão de forma fermentado em fatias finas, Fanta (diet, é claro) e finalizou com frutas frescas folheadas com figos e framboesas. No fim, ficaram fartos e foram farrear, é claro! Pensou o quê?! Que eles fossem só ver um filme no Fiesta e depois fumar?! Rá, rá, rá, rá... O Kbção não fuma!
 
Correio Sentimental do Beltrano: o conselho que é dado e não é cobrado!! Ariana desesperada pergunta: 
- Meu namorado sofre de ejaculação precoce. O que eu faço? 
Beltrano responde: 
- Uma maneira de retardar o apressadinho é: na hora do bem-bom rezar uma Ave-Maria na orelha do ligeirinho. Não tem quem não trave! Se não funcionar, apele para a “simpatia do saquinho”. É assim: junte a ponta do dedo médio dobrado contra a face interna do polegar e acerte um peteleco nos butiás do infeliz. Mas aplique suavemente, ou você pode causar danos irreversíveis ao rapaz, transformando-o em rapariga para sempre! 
A Imaculada do Furadinho, 38 anos e ainda invicta, pergunta: 
- Como posso sair desse signo embaraçoso? 
- Saiba, querida amiga Imaculada do Furadinho, que só é Virgem quem quer! A receita para arrumar um bom partido é preparar um jantar à luz de velas, caso a Celesc tenha cortado seu gato; depois, vista uma camisola sensual e convide um pescador da Pinheira, recém- desembarcado de uma pescaria de seis meses pelos mares do Sul. Você não escapará do sacrifício. Uma dica: procure um sagitariano ou capricorniano. Nunca um vegetariano! Ele só come salada! Kinaba, não?!
Chega de conselho: se conselho fosse bom, o Conselho da Educação teria previsto a falta de creches em Palhoça! Me resta, então, continuar com a séria série “Contos que a Palhoça Conta”, que traz para vocês um causo que aconteceu com o Lourenço, filho do seu Jovelino, da Barra do Aririú. Uma vez, o Lourenço foi se confessar com o padre Osvaldo Prim. E no confessionário:
- Meu filho, quais são os teus pecados?
- Pade, eu comunguei há três anos - confessou o rapaz.
- Sim, meu filho, fora a falta na comunhão, quais são teus pecados? Fala logo que está quase na hora de minha novela, digo, novena!
- Eu já disse, pade, eu comunguei há três anos!
- Está bem, meu filho, eu sei que você comungou há três anos e isso não é pecado grave! Conte-me agora só os pecados mortais, pelo menos os mais graves...
- Pade, eu vou repetir bem degavazinho: EU - COMO - UM - GAY - HÁ - TRÊS - ANOS!
 
Isso é pra vocês verem como são as coisas, pois uma coisa é uma coisa, outra coisa é o que aconteceu com um grande amigo meu - não vou dizer o nome porque ele não gostava de lembrar do acontecido, e a moça, hoje, é uma madame da sociedade palhocense.
Depois de uma longa e intensa noite de amor, esse meu amigo tirou um cigarrinho do bolso e perguntou à companheira se ela tinha alguma coisa para acender o cigarro. Ela disse:
- Deve haver alguma coisa aí na gaveta da mesinha de cabeceira.
Ele abriu a gaveta e encontrou uma foto de um homem forte e barbudo. Preocupado, perguntou:
- É seu marido?!
- Não, tontinho, respondeu ela, se aconchegando amorosamente sobre seu peito nu.
- Então, é seu namorado?!
- Não, não é nada - disse ela, dando uma mordidinha na orelha dele.
- Bem, então, quem é?! - perguntou mais uma vez, já desconcertado.
Serenamente, a moça respondeu:
- Sou eu, antes da operação!
O coitado ficou tão traumatizado com o acontecido que: 
- Pra curar sua paixão, passou a beber caipirinha no bar do Alemão; 
- Pra curar sua amargura, bebia pinga pura; 
- Contra a dor de cotovelo, bebia cachaça com gelo; 
- Contra falta de carinho: cachaça, cerveja e vinho!
- Quando brigava com as namoradas, bebia vodka e tequila misturadas; 
- Quando se casou e brigava com a mulher, bebia whisky na colher; 
- Quando dava amor pra ela e não recebia, misturava e bebia todas no Bar da Dona Maria; 
- Se lembrar do acontecido o fazia sofrer, bebia vermute pra esquecer; 
- Pra curar seu sofrimento, bebia muita tequila com fermento; 
- Pra esquecer esse falso amor, bebia conhaque com licor;
- Quando sobrava tempo ia à igreja, mas depois enchia a cara de cerveja;
- Pra acalmar seu coração, bebia até cair no chão; 
- Como sua vida era sem graça, enchia a cara de cachaça;
- Como era um infeliz, bebia Martini com um monte de raiz;
- Costumava dizer: “Se essa vida de cão me faz sofrer, o remédio é beber!!” 
- E como é um homem sem sorte, vai beber até a morte! 
Como eu era muito seu amigo, fui beber um cuba no velório dele na semana passada. Qués magi? Vai dá como eu di!! Rá, rá, rá, rá...
Última notícia: perguntaram para o prefeito Camilo se ele sabia o sujeito da frase: “Proibido Estacionar”. Depois do acontecido no último domingo, ele nem titubeou e respondeu: “Sujeito a Guincho”! Rá, rá, rá, rá... A vida é assim mesmo: nóis sofre, mas nóis goza... até do prefeito! Rá, rá, rá, rá...


Publicado em 29/03/2018 - por Beltrano

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif