Beltrano - Edição 763

Sete cabeças e um destino

Minha Santa Piriquita da Cova Funda! Nesta eleição em Palhoça, tô mais perdido do que político honesto em Brasília! Constatação: 92% dos institutos que fazem pesquisas eleitorais em Palhoça são ruins em matemática; os outros 16% são péssimos! De acordo com os institutos de pesquisa, pelo menos cinco dos sete candidatos a prefeito estão em primeiro lugar! Rá, rá, rá, rá...
Estudo revela que, depois de uma eleição, 10% dos candidatos voltam para o lado direito; 10%, para o lado esquerdo; e 80% voltam para quem está à frente da Prefa!

Para o Silvinho, um gayzinho amigo meu da Cova Funda, a incerteza sobre em quem votar é tanta que não se pode nem dizer que gosta de um candidato que ele vai logo pensando que queremos dar pra ele! O Silvinho quer votar num candidato macho. Para ele, candidato macho é aquele que vive no Twitter e, se espirra com a mão no mouse, não mexe a setinha!

Pasmem: todos os nossos candidatos já sabem o que precisam fazer, só não dizem como será feito! Como disse dia desses um dos nossos candidatos a prefeito: “Somente um candidato idiota tem certeza de tudo. E digo isso com certeza absoluta”! 

E eu digo: burro é quem pensa que diarreia é uma coisa que mexe por dentro e deixa merda quando passa. O nome disso é eleição em Palhoça!

O Antônho do Bidunga me dizia que os cérebros dos nossos candidatos a vereador são maravilhosos. Trabalham desde o momento em que nascem, e não param até que falem em público. Tudo isso porque a luz viaja mais rápido do que o som. Por isso, alguns candidatos nos parecem brilhantes, até ouvi-los falando!

A falta de dinheiro também tem infernizado a maioria dos candidatos. Beltrano sugere que vendam um fígado! Tem candidato tão duro que já começou a fazer promoção: “Promoção de final de campanha: pague minhas contas e ganhe o direito de falar da minha vida”. Rá, rá, rá, rá...
Temos também candidatos que possuem muito dinheiro, mas mesmo assim pensam no próximo: no próximo carro, no próximo apartamento, no próximo terreno...

O Alfredo, simpatizante do PdoPQP, me dizia que, se tudo que vai volta, o seu voto se perdeu no caminho. Como em Palhoça o que não falta é eleitor teimoso, o Alfredo vai votar por conta e risco. Ele me disse: “Meus amigos me chamam de Al, os conhecidos de Fre e Do pra quem eu quiser”!

Felizmente, também temos candidatos defendendo a educação. São adeptos do ensino à distância. Sempre preferiram ficar longe da escola. Rá, rá, rá, rá...

Um deles escreveu no seu panfleto: “Herrar é umano, mas analfabetismo é coiza çéria.” Outro escreveu: “Sonho com um mundo melhor, um mundo onde a Dona Chica não atire o pau no gato-tô-tô”! O Quintino concorda com ele! Rá, rá, rá, rá...

Temos também algumas mulheres candidatas. Eleitoralmente, elas ainda não dominaram nossa política porque ainda estão tentando decidir a roupa certa para usar na ocasião da posse.
E tem aquele vereador e candidato à reeleição que perguntou ao seu espelho mágico se havia no mundo um vereador melhor do que ele. Depois que parar de rir, o espelho vai responder!

A constatação é que nossos vereadores não dormiram nos últimos quatro anos, apenas ficaram dando uma olhada no interior das pálpebras. “Não estou dormindo não, eleitor! É que ser vereador é tão fácil que passamos quatro anos de olhos fechados”.

Enquanto isso, o Ivon corre atrás do prejuízo de 2012. O problema é que o Freccia, o Luciano, o Jean Negão e o Sérgio Guimarães parecem quenianos!

Para o Ivon, não é a justiça que faz alguém pagar caro por alguma coisa; quem faz isso é o jornalista Marcos Schettini, que “ressuscitou coisa velha”!  É por essa e por outras que o Ivon adora o seu GPS, porque não importa o problema que enfrente, ele sempre diz pra ele: “Siga em frente”.

Um velho deitado petista já dizia: “A vida é assim mesmo, num dia a gente perde, no outro ganham da gente”.

Para o Rangel, que nasceu cabeludo, e para o Jailson, que nasceu careca, pelado e sem dentes, o que vier é lucro! Mesmo assim, os da canhota têm recebido ajuda divina, graças às preces do pastor Luiz Inácio! Rá, rá, rá, rá... Agora, o que tem de gente rezando pelo Freccia não está no evangelho! Tem muita gente de outras siglas e religiões que está apoiando o Eduardão - isso porque, em Palhoça, os impostos se atraem!

O Freccia não é pastor, mas prega que Palhoça não tem tudo que ama, mas um amigo dele do Paraguai ficou de ajeitar. Pelo que diz, vai ser para Palhoça um político sutiã: vai oprimir os grandes, proteger os pequenos e levantar os caídos. Para ele, gordura localizada não é uma coisa ruim, desde que esteja localizada só no corpo do Cabeção!

Foi só dizer que era o candidato do Camilo, o sangue novo II, que começou a ser chupado e a ouvir gemidos enlouquecedores. Então, procurou um corpo no escuro e não achou. Acendeu a luz e constatou que um monte de pernilongos querem o seu sangue!

Daí, né, uma escola do município promoveu um debate entre alguns candidatos a vereador e um aluno pediu: “Faça uma frase com a palavra formatar”. O candidato não perdeu tempo: “Leve uma arma se por acaso formatar alguém”.

Pra sacanear outro candidato, um aluno perguntou sobre a política internacional: “Por que os filhos do Bin Laden são felizes?”. E se surpreendeu com a resposta: “Porque o papai Osama”.
Para evitar esta e outras torturas intelectuais, Beltrano aconselha: se for bebê, não vote! Espere completar 16 anos para ficar indeciso!
Fui! Fui pra urna e encontrei um pinico! 



Publicado em 29/10/2020 - por Beltrano

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg